Quinta, 04 Junho 2020 08:37

DEPUTADO GORDINHO EM MAIS UMA POLÊMICA

Avalie este item
(1 Votar)

REDAÇÃO AgNorte.com.br

E mais um capítulo em que se envolve em polêmica, o deputado Jeferson 'Gordinho' Alvres agora vai à imprensa, e ao público em geral por meio de sua Ascom, e usando suas redes sociais, para justificar sua foto com um fuzil, e texto sugetivo para todas as direção.

Vivendo vários processos, um também federal por conta daquele episódio no Sul do Estado, na reserva indígena, ao retirar a corrente e cortar um tronco onde fica os índios Waimiri Atroari, para uns políticos o deputado Gordinho deve ter mais atenção no seu trabalho, que é de legislar, fiscalizar, e não criar celeumas jurídicas, ou ainda ações atrapalhadoras, desrespeitosas, tudo por fruto de um mandato dado pelo povo, mas, não para ficar se achando intocável, isto porque este mesmo mandato de deputado lhe dá certas imunidades, sim, mas, isto não é eterno!

Lemos abaixo sua carta...

...

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A respeito de uma publicação em meu perfil pessoal no Facebook, ocorrida na segunda-feira (01/06), onde apareço portando um fuzil, publicação esta que acabou gerando pauta em alguns veículos de comunicação, por dever de compromisso com o povo de nosso Estado, esclareço que:

A foto, tirada no ano passado, em frente ao Palácio Senador Hélio Campos, durante entrega de armamento para a Polícia Militar do Estado de Roraima, foi interpretada de maneira tendenciosa por parte da imprensa e população, e não condiz totalmente com minha opinião.

Esclareço que a frase “A toga não é mais forte que o fuzil”, foi usada no sentido de que as decisões dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), muitas vezes arbitrárias, não podem ser maiores que a vontade da população.

Cumpre ainda mencionar que estava me referindo ao fato de que os ministros do STF querem, por meio do polêmico inquérito das fake news, calar a população, impedindo a livre expressão. Vivemos em um estado democrático de direito, no entanto, os ministros do STF se acham acima do bem e do mal, como se a população não tivesse o direito de criticá-los.

Importante ressaltar que respeito a Justiça do meu País, e nada tenho contra o judiciário roraimense. Aos cidadãos e cidadãs roraimenses, lamento que uma postagem em meu perfil pessoal tenha causado tamanho transtorno.

Boa Vista, 03 de junho de 2020.

JEFERSON ALVES

Deputado Estadual (PTB/RR)