Segunda, 23 Dezembro 2019 10:03

POVO DO PASSARÃO COM TRAVESSIA GARANTIDA

Avalie este item
(110 votos)

REDAÇÃO AgNorte

agnorte.com.br

O Governo Denarium disponibilizou a partir de segunda, 23, através da Seapa um barco para dar continuidade ao serviço de travessia, uma vez que a balsa Trombetas volte a funcionar.

A solicitação foi feita pela população à Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento), e diante disto uma equipe do CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima) está garantindo a travessia de pessoas e veículos na região do Passarão e das comunidades indígenas do baixo São Marcos.

A balsa, que desde o fim de novembro, ao descer por cerca de 10 quilômetros encalhou em um banco de areia.

Desde então, equipes trabalham na remoção. O trabalho se torna cada vez mais dificultoso devido ao período seco, pois a cada dia o nível do rio Uraricoera desce alguns centímetros.

O comandante geral do CBMRR, Jean Claúdio, explicou que três bombeiros foram destacados para o local, a embarcação, o motor e os coletes são da Corporação. Ele informou ainda que algumas normas foram estabelecidas para a travessia.

“Nossa embarcação só deve atravessar em horários estipulados, assim como a balsa funcionava quando estava operando. Além disso, todos os passageiros vão utilizar coletes salva-vidas, garantindo a segurança”, detalhou.

DIUTURNAMENTE

O diretor do Depag (Departamento de Produção Agropecuária), setor dentro da Seapa responsável pela balsa Trombetas, Marlon Maia, explicou que equipes trabalham de forma incansável para desencalhar a embarcação. Ele ressalta que o período seco tem dificultado os trabalhos. “Na semana passada choveu na Ilha de Maracá, região onde fica a nascente do rio Uraricoera, o que possibilitou que o nível do rio subisse um pouco, mas os dias seguintes foram secos e o rio voltou a baixar”, detalhou.

Apesar das condições climáticas, alguns avanços foram alcançados. O serviço de dragagem, alternativa que aprofunda portos e vias navegáveis removendo parte do fundo do leito dos rios e canais, facilitando a navegação, possibilitou que a balsa fosse movida por alguns metros. “Precisamos fazer com que ela chegue até a beira do rio para que possamos levar ela de volta para o porto”, disse Maia.

...
Com Secom Gov de RR