Terça, 17 Setembro 2019 08:47

RR TERÁ RECURSO DA PETROBRAS

Avalie este item
(0 votos)

REDAÇÃO AgênciaNorte

agnorte.com.br

Um dinheiro que será muito bem administrado. Numa forte articulação do governador Antonio Denarium, juntamente com mais oito governadores da Amazônia Legal, que participaram, nesta segunda/16, de reunião por vídeoconferência na Femarh (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos) com o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles e definiram o rateio do recurso proveniente do Fundo da Petrobras  no valor de R$ 430 milhões.

Do total, 50% do valor serão divididos para os Estados de forma igualitária e o rateio da outra metade será definido em uma nova reunião presencial em Brasília na próxima semana, onde serão avaliados critérios como número de focos de calor em 2018, extensão territorial, faixa de fronteira, entre outros.

Denarium destacou que este acordo nasceu de uma reunião com o ministro Alexandre de Morais, onde os  governadores da Amazônia Legal solicitaram que uma parte dos R$ 2,5 bilhões recuperados da Petrobras e fosse partilhada entre os mesmos Estados.

Enfatizou que os mais de R$ 23 milhões serão importantes no custeio e nos investimentos para a realização do CAR (Cadastro Ambiental Rural), ZEE (Zoneamento Ecológico Econômico), da regularização fundiária, na prevenção e combate à queimadas e desmatamento ilegal.

 “Nós temos que gerar emprego e desenvolvimento, mas nós temos a consciência da preservação ambiental. Não concordamos com nenhum tipo de queimada e desmatamento ilegal, vamos atender a todos os produtores, desde que seja feito dentro da legislação vigente”, complementou.

Participaram da videoconferência o presidente da Femarh, Ionilson Sampaio, o secretário de Planejamento, Marcos Jorge, o procurador-geral do Estado, Jean Michetti e o secretário da Fazenda, Marco Alves.

Governo tem plano para combater desmatamento ilegal

O presidente da Femarh Ionilson Sampaio adiantou que já existe um plano de ações em parcerias com outro órgãos para combater o desmatamento ilegal e para o controle das queimadas em 2019/2020.

 “Nós estamos trabalhando com a educação ambiental, felizmente Roraima ainda não está sendo alvo de incêndios, porque estamos no final do inverno. Exatamente por isso nós planejamos para que tenhamos ações efetivas de sensibilização e esses recursos que estão sendo transferidos pelo Governo Federal vão ajudar a ter esse controle na proteção do meio ambiente”, explicou.