Sábado, 15 Junho 2019 13:41

PREFEITURA PREMIADA COM PROFESSORA

Avalie este item
(0 votos)

Por Emanuele Pasqualotto

Através do Programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), parceria entre o Sebrae/RR e a Prefeitura de Boa Vista, o projeto da professora da rede municipal, Marcella Oliveira de Melo, foi destaque na etapa estadual do Prêmio Educação Empreendedora. O anúncio aconteceu na noite dessa quinta-feira, 13, no auditório Airton Dias.


Através do projeto Brinquedos da Caixa, os alunos transformaram materiais recicláveis em peças lúdicas. Foto: Jackson Souza

O projeto Brinquedos da Caixa foi desenvolvido com alunos do 3º ano da Escola Municipal Valdemarina Normando Martins e venceu na categoria ensino fundamental, seguindo agora para a etapa nacional do prêmio. Ela e sua turma trabalharam o processo de reciclagem e reutilização de materiais que iriam para o lixo, além da criação de um plano de negócio e conscientização ambiental. O resultado foi a confecção de vários brinquedos reciclados.

A professora disse sentir-se muito feliz em poder desenvolver o trabalho com os alunos por meio do projeto, graças ao apoio dado pela Prefeitura de Boa Vista, criando oportunidades para que os educadores exerçam sua criatividade em sala de aula em favor de uma sociedade transformada pela educação.


Segundo ela, o prêmio é fruto da união da turma, escola e do incentivo da prefeitura. Foto: Jackson Souza

“Esse prêmio foi fruto de um trabalho coletivo das crianças, com uma equipe gestora envolvida, O objetivo é chegar à etapa nacional e pretendo continuar com outros projetos voltados para a educação empreendedora, inclusive já estamos com novos projetos na escola, pois a educação não para”, concluiu.

Seis relatos de professores da rede municipal foram inscritos no Prêmio, sendo que três seguiram para a etapa estatual, mas foi o projeto da Marcella que se destacou. Para o vice-prefeito e secretário municipal de Educação e Cultura, Arthur Henrique Machado, o empreendedorismo é fundamental para transformar uma sociedade.


Arthur Henrique, secretário municipal de Educação e Cultura marcou presença no evento. Foto: Jackson Souza

“Um prêmio como esse do Sebrae, que condecora educadores para que eles implantem essa cultura nas nossas crianças, é muito importante e motiva demais. Eles já trabalham com o JEPP na escola, mas a gente poder ter a oportunidade de trabalhar com seu próprio projeto é muito bom, pois temos seis educadores aqui que além do trabalho do JEPP, dedicam o planejamento deles para implantar a cultura do empreendedorismo no município, fico muito feliz com isso”, destacou.


Foto: Jackson Souza

A superintendente do Sebrae Luciana Surita enfatizou que é uma grande satisfação poder premiar essa dedicação do professor. “Quando a criança tem contato com o empreendedorismo ela aprende a lidar com as dificuldades de uma maneira melhor e isso estimula muito a criatividade. Então é muito além do que empreender no sentido empresarial, é empreender como cidadão, é algo muito importante para nós como sociedade”, disse.

O Prêmio é uma iniciativa do Sebrae, dividido em três etapas: Estadual, com entrega de troféu, Regional, com certificado para os finalistas e Nacional, com entrega de troféus Ouro, Prata e Bronze, participação em eventos de visibilidade nacional e missão técnica nacional.

 

JEPP

O Programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP) está inserido no Programa de Educação Empreendedora do Sebrae Roraima, que visa promover a educação e a cultura empreendedora em sala de aula. O objetivo é oportunizar o envolvimento de gestores, coordenadores, professores, alunos e pais e fazer com que compreendam que empreender está muito além da vida empresarial.

Os alunos são instigados a desenvolver o comportamento empreendedor e a vivenciar as etapas de um plano de negócios, que trabalha na perspectiva da sustentabilidade ambiental e social, incentivando a utilização consciente dos recursos naturais, ressaltando a viabilidade econômico-financeira e social do material reciclado. Este ano participam 20 escolas, que trabalharão os 3º e 4º ano, com mais de mil alunos envolvidos.