Imprimir esta página
Terça, 28 Maio 2019 09:17

TÍTULO DE MESTRE, BOM PARA RR

Avalie este item
(0 votos)

A primeira cerimônia de encerramento de curso para os novos mestres pela Unesp ocorreu nesta segunda-feira, 27, no anfiteatro da Reitoria, às 15 horas

Por meio de dois mestrados oferecidos nos últimos três anos em parceria com duas importantes universidades do País, quase 50 técnicos administrativos e professores do Instituto Federal de Roraima conseguiram dar mais um passo na vida acadêmica e profissional ao conquistarem o título de mestre. Os investimentos feitos pelo IFRR nas duas qualificações somam R$ 1,4 milhão.

O primeiro mestrado, no valor de R$ 780 mil, foi realizado por meio do Programa de Pós-Graduação em Educação Agrícola (PPGEA) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e teve aula inaugural no dia 18 de julho de 2016 para os 30 servidores selecionados. Desses, 27 concluíram o curso.

Já o segundo, o Mestrado Profissional em Engenharia de Produção (MePEP), feito em parceria com a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), que tem o segundo vestibular mais concorrido do País, ofertou 20 vagas. A aula inaugural ocorreu dia 24 de janeiro de 2017. Dezenove servidores conseguiram o título de mestre. O investimento foi de R$ 659 mil.

E, para celebrar esse momento, serão realizadas duas cerimônias de encerramento. A primeira foi realizada às 15h desta segunda-feira, 27 de maio, no anfiteatro da Reitoria, para os novos mestres pela Unesp. A segunda será dia 17 de junho, às 15 horas, no Campus Boa Vista.

Conforme a reitora do IFRR, Sandra Mara Dias Botelho, essa é a segunda parceria com a UFRRJ e significa muito para a instituição concluir mais um ciclo de investimento no capital intelectual.  “O investimento, na ordem de R$ 1,4 milhão, em capacitação dos servidores do IFRR em nível de pós-graduação tem um reflexo direto na melhoria dos serviços prestados, considerando que os projetos de pesquisa desenvolvidos tiveram um olhar endógeno para problemas institucionais”, disse. 

Para a pró-reitora de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação Tecnológica, Daniele Fujita Ferreira, entre os objetivos dos dois cursos estava o de proporcionar a qualificação de servidores, alguns com mais de 20 anos de trabalho efetivo no IFRR, ofertando os cursos em duas áreas distintas (Educação e Engenharia da Produção).

No caso do mestrado profissional, que se encaixa na proposta da Unesp, tem como principal preocupação transferir o conhecimento técnico-científico mais rapidamente para o mercado, ministrando conhecimentos mais alinhados às necessidades das empresas e do mundo do trabalho. “Nos dois mestrados, tivemos importantes pesquisas, inclusive uma delas, poderá resultar no registro de propriedade intelectual”, explicou Daniele. 

Rebeca Lopes

Fotos: Gildo Junior