Segunda, 21 Janeiro 2019 13:51

DEPUTADO MAIS VOTADO QUER AÇÃO COMPARTILHADA

Avalie este item
(0 votos)

Ação compartilhado: Haroldo reúne prefeitos para definir prioridades do mandato

O deputado federal Haroldo Cathedal (PSD), o mais votado na eleição passada, quer ter uma atuação voltada para os municípios de Roraima. Para isso iniciou reuniões com os prefeitos com o objetivo de definir prioridades do seu mandato (que começa no dia 1º de fevereiro), a fim de garantir uma atuação compartilhada no encaminhamento de emendas, projetos e recursos de convênios para atender as necessidades de cada município.

“Se é importante para o município vai contar com o meu apoio, pois é através dos municípios que podemos chegar mais objetivamente ao que anseia a população”, disse Haroldo.

No primeiro encontro Haroldo esteve reunido com os prefeitos Pedro Henrique (Alto Alegre), Joner Chagas (Bonfim), Jairo Souza (Iracema) e Juliano Torquato (Pacaraima). As reuniões prosseguirão com os demais prefeitos em datas posteriores porque a intenção, segundo Haroldo, é diagnosticar as demandas de cada município, colher subsídios e trabalhar de forma pontual no sentido de obter o máximo de resultado por demanda apresentada.

Os prefeitos se mostram preocupados com a crise financeira que atrapalha a gestão e somada a burocracia federal, atender às necessidades da população têm se tornado cada dia mais difícil. O prefeito Pedro Henrique, presidente da Associação dos Municípios de Roraima defende uma maior participação dos municípios nas fatias do FPM, Fundeb e mais recursos para saúde, educação, saneamento básico e infraestrutura.

Joner Chagas, prefeito de Bonfim, revelou que no seu município a maior carência no momento é a ausência de recurso para infraestrutura viária. “Eu preciso de pelo menos R$ 7 milhões para recuperar estradas e pontes, em comunidades produtoras. As vicinais que ligam vilas e distritos à sede do município estão em péssimas condições. Eu tenho quase 1.000 km de estradas para recuperar. E com recursos próprios não tenho como realizar as essas obras”.

4e7e2296 8f81 4230 b9ae 2df917c16521

Estamos à beira de um colapso no atendimento e na infraestrutura. Tem prefeitura que não consegue pagar o salário em dia por conta da inadimplência e porque os recursos são poucos. É importante que o Congresso pressione o Governo Federal para ser mais flexível com os municípios”, defende prefeito de Iracema, Jairo Souza.

Segundo o prefeito de Pacaraima, Juliano Torquato, que vive às voltas com a crise migratória que tem trazido problemas graves para o município, é preciso articular com a bancada federal uma intervenção no governo federal e no Congresso para alterar legislações e facilitar o cumprimento dos deveres dos gestores públicos.

“O que mais preocupa os municípios, hoje, é cumprir com o nosso dever institucional e legal. Porque nós temos diversos serviços que são prestados por imposições de leis, que se não cumprirmos, sofremos restrições graves. A pior deles é o bloqueio de nossas contas que têm ocorrido com frequência. Juliano pede que os deputados federais roraimenses tenham mais atenção com os municípios. “A base da atuação parlamentar tem que ser o município”, disse.

Depois de ouvir as reivindicações dos prefeitos o deputado Haroldo se comprometeu que vai priorizar a pauta dos municípios, com um olhar mesmo focado em direcionar a maioria de seus atos para às prefeituras, “porque muitas vezes o Governo Federal volta-se mais para o Estado, ignorando os municípios que ficam na ponta. Eu quero me envolver com os municípios, diagnosticar o problema, pesquisar a necessidade e depois agir de forma pontual para atender cada pedido”, disse.

Haroldo entende que dinheiro existe, e muito, mas o que fata é planejamento para sua obtenção e execução dos projetos. “Eu serei determinado em ir buscar do dinheiro. Mas serei intransigente e rigoroso em cobrar sua aplicação e fiscalizarei a execução do projeto. Serei parceiro dos prefeitos, mas cobrarei reciprocidade. Temos uma população carente de tudo no interior. Se trabalharmos comprometidos com o povo, certamente alcançaremos os objetivos e os resultados serão o bem-estar do nosso povo”, disse Haroldo.