Segunda, 03 Dezembro 2018 13:32

NA BATALHA CONTRA O MOSQUITO NÃO PARA!

Avalie este item
(0 votos)

Por Jamile Carvalho

A Prefeitura de Boa Vista promoveu nesta sexta-feira, 30, o Dia D de Mobilização em combate ao Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e Chikungunya. Ao todo, mais de cinco mil imóveis dos bairros São Bento e Pedra Pintada foram visitados por mais de 120 agentes comunitários de saúde e de combate às endemias, que orientaram os moradores sobre as formas de como evitar os criadouros do mosquito, dentro de casa.

Ao longo desta semana, a prefeitura desenvolveu diversas atividades de mobilização em combate ao Aedes nas unidades básicas de saúde, em escolas e no Cernutri, principalmente nos bairros que apresentaram alto índice de infestação. O coordenador municipal de vigilância e controle de doenças transmitidas por vetores, Washington Alves, destacou a importância da população verificar sempre os terrenos e quintais.

“Neste Dia D estamos intensificando ainda mais as nossas ações, com trabalho de educação e saúde e eliminação de criadouros, com a parceria dos nossos agentes. É importante que as pessoas façam uma vistoria semanal nos terrenos e quintais, verificando e eliminando os possíveis criadouros do mosquito, trocando a água e escovando os depósitos antes de repor a água nova”.

Marcia Gomes Leal, 29, moradora do São Bento, tem cumprido o seu papel na luta de combate ao mosquito. “Acho muito importante essas visitas, pois nos auxilia a cuidar de possíveis focos dentro do quintal, que às vezes passa despercebido. Agradeço muito essa parceria”.

Ações eficientes – A Prefeitura de Boa Vista tem feito um trabalho intenso e contínuo de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Por conta disso, o resultado do 5º Levantamento de índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) do ano apresentou-se positivo, classificando Boa Vista com na categoria Baixo Risco para transmissão de doenças, com 0,6%. 

As ações de conscientização promovidas pelos agentes em campo, além do projeto 10 Minutos Contra o Aedes, que é desenvolvido nas escolas do município, têm refletido diretamente na redução dos índices de infestação na cidade, pois incentiva hábitos mais responsáveis na população em relação ao combate ao mosquito.