Terça, 14 Junho 2022 07:34

ÊêêêITAAAA...JUNINA 2022...CORRER, FACÃO!!

Avalie este item
(0 votos)

Competição de Quadrilhas movimenta público do Maior Arraial da Amazônia...No terceiro dia de Boa Vista Junina 2022, mais cinco quadrilhas fizeram história na Arena Junina

 

POR Ana Gabriela Gomes

A energia que percorre todos os cantos do Maior Arraial da Amazônia tem mostrado que a saudade do público estava grande!

Neste terceiro dia de Boa Vista Junina 2022, mais cinco grupos deram tudo de si na Arena Junina sob aplausos calorosos dos apaixonados por quadrilha.

O empresário Diego Araújo é um desses apaixonados. Junto da esposa e filhas, ele acompanhou as apresentações e parabenizou o evento. “É a primeira noite que nós viemos e tá tudo muito bem organizado. Minhas filhas ficaram felizes e estamos aqui muito satisfeitos. A prefeitura tá de parabéns”, disse.

Quem abriu os trabalhos da noite foi a Joaninha Caipira, do grupo emergente, com o tema “Fé e casamento no São João”. E é claro que não faltou animação, casamento e devoção a Santo Antônio por parte dos jovens da comunidade indígena Tabalascada.

Em seguida, foi a vez das apresentações do grupo de acesso. Começando com a Coração de Estudante, que entregou ao público uma apresentação cheia de força e luta por respeito e igualdade racial com o tema “A voz da resistência”.

Coração do Sertão trouxe um clima de nostalgia à Arena Junina com a temática “Forró das antigas”. Do início ao fim, os espectadores relembraram canções clássicas que marcaram gerações.

Quem também marcou presença na terceira noite foi o casal Marcela Demetrio e Gabriel Thiago. “A gente ama acompanhar. Sentimos muita falta nos últimos dois anos e agora estamos aqui para torcer pros nossos amigos mais uma vez”, falou Gabriel. Entre as quadrilhas que se apresentaram, o casal manifestou torcida à Coração de Estudante e Coração do Sertão.

As duas últimas quadrilhas foram do grupo especial. Começando com a Escola Forrozão, que levou o público a uma viagem entre as principais músicas que marcaram a história da cultura nordestina e da MPB com o tema “Escola Forrozão no reino encantado de Gonzagão’”.