Terça, 03 Maio 2022 07:20

INVESTIMENTO NOS AGRICULTORES DE BOA VISTA

Avalie este item
(0 votos)

PMDA 2022...Maior investimento da história do programa beneficia cerca de 200 agricultores familiares...Neste primeiro semestre, foram investidos pouco mais de R$ 4,5 milhões em insumos, possibilitando a ampliação do plantio para 546 hectares, principalmente de milho e batata-doce

Com Marcus Miranda

 

A PREFEITURA VEM AO LONGO DOS ÚLTIMOS OITO ANOS DANDO O APOIO QUE O AGRICULTOR DE BV PRCISA, E OS INVESTIMENTOS NÃO PARAM...Segundo o prefeito Arthur Henrique, para este primeiro semestre, o fornecimento de insumos como calcário, fósforo, NPK, ureia, cloreto de potássio e sementes representam investimentos por parte da prefeitura de aproximadamente R$ 4,5 milhões. Já para o resto do ano, a estimativa é que mais R$ 2,5 milhões sejam investidos.

Arthur Henrique destaca que os esforços em mudar para melhor, sempre, a vida de centenas de famílias que vivem da agricultura em Boa Vista não param!

Para tanto, reunido com representantes de grupos e cooperativas de agricultores, nesta segunda, 2 o prefeito celebrou a assinatura de contratos do Plano Municipal de Desenvolvimento do Agronegócio (PMDA), referente ao primeiro semestre deste ano.

Além da assinatura dos contratos do PMDA, representantes de associações, cooperativas e grupos de agricultores assinaram também termos de cautela para o uso de diversas máquinas e implementos agrícolas, como: grades aradoras e niveladoras, conchas frontais para tratores, distribuidores de calcário, enxadas rotativas, encanteirador, adubador, arrancadeira de batata, dentre outros. 

“Desde a implantação do programa, esse é o maior investimento da história na agricultura familiar, beneficiando diretamente 193 famílias com máquinas e insumos para o cultivo de 546 hectares, principalmente de milho e batata-doce. Além de darmos toda essa assistência técnica, boa parte dessa produção é adquirida pela prefeitura, indo diretamente para a merenda escolar”, explicou o prefeito Arthur Henrique.

Marlene Santana integra um grupo de agricultores que cultivam batata-doce no Polo IV, localizado na região do Murupu e parabenizou a iniciativa do município, que tem contribuído para o desenvolvimento do agro.

“O PMDA foi muito importante, pois contribuiu para uma considerável melhora na produção, graças aos insumos mais em conta. Nosso ‘carro-chefe’ é a batata-doce, porém o programa também tem permitido o cultivo de outras culturas”, disse. 

Sérgio Medeiros é presidente de uma das maiores cooperativas do Estado, a ‘Coopercinco’, que conta com cerca de 700 cooperados. Para ele, o PMDA representa um marco na história da agricultura familiar em Roraima.

“No início, pensávamos que era uma questão puramente política. Mas hoje vemos que é um programa consolidado, completo, que além de beneficiar economicamente o produtor, também contribui para a sua profissionalização e permanência no mercado, graças ao acompanhamento e capacitação técnica que eles recebem”, explicou.