Quarta, 20 Abril 2022 08:38

30 ANOS PRESTIGIANDO, TAMBÉM, OS SERVIDORES

Avalie este item
(0 votos)

Servidores e personalidades são homenageados com troféus e medalhas...Evento encerra as festividades de instalação do Poder Legislativo e de Promulgação da Constituição Estadual

Em clima de emoção e confraternização, servidores, ex-servidores, autoridades civis e militares, governador e ex-governador, parlamentares e ex-deputados constituintes lotaram as galerias e o Plenário Deputada Noêmia Bastos Amazonas, para serem homenageados durante evento que marcou o encerramento das festividades dos 30 anos da Assembleia Legislativa de Roraima e de Promulgação da Constituição Estadual.

No total, 250 pessoas foram agraciadas com medalhas e troféus. A solenidade foi transmitida ao vivo pela TV Assembleia (canal 57.3), Facebook e YouTube (@assembleiarr). Os homenageados foram indicados pelos deputados e a Mesa Diretora.

Boa parte da vida de muitos dos agraciados na tarde desta terça-feira (19) está atrelada à história da instituição. A taquígrafa Mara Cristina Eduardo Xavier Pinheiro completou este mês 31 anos de Casa Legislativa e relembra como foram os primeiros anos.

“Era uma máquina de datilografia para 18 pessoas. É muito gratificante ver a evolução dessa estrutura, e nós, servidores, crescemos junto com essa Casa, que até se confunde com nossa história de vida. Sinto-me muito honrada e gratificada com esse ato da Mesa Diretora, porque reconheceu o nosso trabalho”, disse.

Foram 19 anos de serviços prestados à Casa Legislativa, lembrados com saudosismo pelo radialista e ex-servidor Júlio Torreias. O rio-branquense, como faz questão de afirmar por ter nascido quando aqui ainda era Território do Rio Branco, contabiliza na bagagem a segunda homenagem do Parlamento.

“Neste período fui radialista, jornalista e cerimonialista. Fizemos um trabalho profícuo comandados pelo mestre Laucides de Oliveira, como a edição do primeiro jornal que circulou na Casa. Guardo até hoje pronunciamentos, com frases que deixaram marcas indeléveis. Neste momento me sinto orgulhoso por receber essa comenda da Assembleia Legislativa por esse trabalho que prestei”, afirmou.

A servidora Maria Raimunda Alves também é uma das pioneiras. Aos 57 anos, ela afirma que a maior parte da vida foi a serviço do Parlamento. “Fiquei muito feliz em ser homenageada, estamos sendo reconhecidas. Fizemos parte da Constituinte, mas nunca tinham falado no nosso nome, e na época a gente entrava a noite trabalhando”, lembrou.

Os irmãos Wanderlan e Raimundo Ferreira trabalham como garçons no Parlamento. Wanderlan, com 18 anos de Casa, chegou primeiro, mas as demandas cresceram, e logo Raimundo foi contratado.

Raimundo Ferreira, há 13 anos no Parlamento, ficou surpreso com a homenagem. “Fiquei muito feliz, não esperava. Agradeço por ter sido reconhecido, foi uma homenagem muito boa”, disse.

Wanderlan Ferreira, que sempre foi garçom da presidência da Casa, resumiu o sentimento que o invadia em carregar a medalha dos 30 anos. “É muito gratificante esse reconhecimento. Agradeço a Deus, ao presidente da Casa que teve essa ideia de homenagear a todos, e ao deputado Mozart, em especial, por ter indicado eu e meu irmão”, ressaltou.

 

Autoridades civis e militares falam sobre a importância do Parlamento

As autoridades civis e militares que foram agraciadas com medalhas e troféus reafirmaram a importância do Parlamento para o desenvolvimento do Estado. 

Ex-prefeita do município de Uiramutã por dois mandatos e ex-presidente da Associação dos Municípios, a advogada e jornalista Florany Mota, homenageada por indicação do presidente Soldado Sampaio (Republicanos), disse que a Assembleia Legislativa é um poder fundamental para fortalecer as instituições.

“Na época que os municípios foram criados a Assembleia Legislativa foi um braço forte nos orientando com o plano diretor, o PPA [Plano Plurianual) e a LDO [Lei de Diretrizes Orçamentárias]. O Legislativo foi fundamental para dar esse suporte para os municípios pequenos do interior. Foi o Poder Legislativo, por meio de um convênio, que oportunizou aos municípios fazer o concurso de hino e do brasão, institucionalizando de fato e de direito aqueles municípios que não tinham esses símbolos oficiais”, disse.

Idealizadora do Movimento Mais Mulheres na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), que defende a paridade de gênero, Florany disse não ter dúvida que “são 30 anos de relevantes trabalhos prestados para os munícipes, para o interior do Estado para a capital e de reconhecimento do importante papel da mulher”.

O coronel da reserva José Wilson, que também é ex-comandante da Polícia Militar de Roraima (PMRR), contou que a instalação do Poder Legislativo trouxe muitas mudanças no âmbito da segurança pública.

“O Estado se estruturou com a participação dos deputados. Os comandos da PM e Corpo de Bombeiros tiveram o apoio maciço da Assembleia, inclusive daqueles parlamentares oriundos da PM, fazendo com que as instituições crescessem. A segurança melhorou muito com o apoio da Assembleia. Que continue assim, porque nós, militares, garantiremos o retorno da segurança para a população”, disse.

A empresária Édila Cordeiro, representando também em memória o oftalmo Rômulo Ferreira dos Oculistas Associados, instituição que tem 33 anos no mercado e sempre esteve presente colaborando com as ações de prevenção de saúde no Estado, destacou que a instalação do Parlamento estadual trouxe desenvolvimento para Roraima.

“Olhando toda essa plêiade de deputados constituintes, de pessoas da nossa geração, nos sentimos co-participantes do desenvolvimento político e social do nosso Estado. Chegamos até aqui graças aos nossos parlamentares, que têm feito grande diferença na elaboração de políticas públicas para atender toda a população”, afirmou.

A historiadora Petita Brasil, uma das homenageadas, nunca foi servidora do Legislativo, mas carrega na bagagem e na memória ter sido a cerimonialista da instalação do Parlamento e da posse dos primeiros deputados eleitos.

“Eleito o primeiro governador Ottomar de Sousa Pinto, ele me fez o convite para que fosse a cerimonialista e preparasse a festa e os deputados. Assim o fiz, não só a festa dos deputados, mas também a posse deles em do governador no Fórum Sobral Pinto. Sinto-me honradíssima de fazer parte da história da instalação da Assembleia do meu Estado, e é uma honra receber essa homenagem”, disse.

Entre os 250 homenageados estava o dono da Panificadora Araribóia, Araribóia Castelo de Souza Branco e a professora Lucila Nascimento Melo. Ambos assistiram a evolução da Casa Legislativa. “Eu tinha 61 anos quando a Assembleia foi instalada, mudou muita coisa nesses 30 anos, eu vi a cidade crescer”, disse a professora.

 

 

 

...

Texto: Marilena Freitas
Foto: Eduardo Andrade/ Jader Souza/ Marley Lima / Nonato Sousa
SupCom ALE-RR