Segunda, 18 Abril 2022 08:21

FÓRUM DO LIXO PARA DISCUTIR OS DESAFIOS

Avalie este item
(0 votos)
O Fórum Estadual Lixo e Cidadania de Roraima quer promover o empreendedorismo sustentável entre catadores
 
Um dos desafios da nova diretoria é fortalecer as associações e cooperativas de catadores e estimular a criação de outras para erradicar os lixões no estado.
 
O Fórum Estadual Lixo e Cidadania de Roraima (Felc-RR) tem entre seus objetivos e desafios estimular o desenvolvimento sustentável através da coleta seletiva de resíduos sólidos, com a participação dos trabalhadores com materiais recicláveis e o apoio da população e das organizações ambientalistas. 
 
Desde 2013 o Fórum vem se fortalecendo no estado para erradicar os lixões em todos os municípios. Boa Vista foi o primeiro a ter seu Plano de Gestão de Resíduos aprovado. A Lei Nº 2004/19 estabelece as diretrizes para o gerenciamento de resíduos, com destinação final dos materiais preferencialmente para as associações ou cooperativas de catadores. A inclusão desses trabalhadores no ciclo de destinação dos resíduos é uma forma de gerar trabalho e renda e promover a reinserção social desses trabalhadores, destacou Mônica Santos, que é catadora e vice-coordenadora do Felc. 
 
Outra questão importante para os representantes de instituições que congregam o Felc-RR é sensibilizar as lideranças comunitárias e estimular a criação de novas associações e cooperativas para integrar as ações e formar uma grande rede de sustentabilidade. 
 
Sabemos que não é fácil acabar com os lixões, declarou Jessica Góis, diretora da Comissão de projetos socioambientais. Ela explica que é necessário iniciar o processo de gestão de resíduos com o engajamento do poder público e de instituições comprometidas com o meio ambiente e com a qualidade de vida da população. 
 
A coordenadora do Felc, Airlene Carvalho, disse que só é possível transformar o meio em que vivemos quando cada cidadão tomar atitude para mudar hábitos, repensar antes de comprar, reutilizar e reciclar. 
 
Somos responsáveis pelo lixo que geramos e temos que dar destinação ambientalmente adequada aos nossos resíduos. Só assim podemos minimizar os impactos causados no meio ambiente e à saúde das pessoas, finalizou a coordenadora. 
 
A nova coordenação eleita representa instituições públicas, privadas e a sociedade civil. Tem a seguinte composição:
 
Coordenadora - Airlene Carvalho (Caer)
Vice-coordenadora: Mônica Santos (Assoc. de Catadores Catamazon)
 
Primeira secretária: Ana Lívia G. Jardim de Sá (Tribunal de Justiça)
Segunda secretária: Karen de Lima Marin (Sociedade civil)
 
Comissões Temáticas:
-Comissão: Projetos Socioambientais: Jéssica Gois (Prefeitura de Caracaraí)
-Comissão: Gestão de Organizações do 3.º Setor: Consolata Nóbrega (Prefeitura de Boa Vista)
-Comissão: Projetos de Infraestrutura: Rodrigo Ávila (CAU e Ong Engenheiros Sem Fronteira)
 
Consultores:
Rita de Cássia (Embrapa)
Conceição Lobo (Eletronorte)
Evaldo Soares (Funasa)
 
 
 
 
,,,
Assessoria de Comunicação do Felc-RR