Quinta, 14 Abril 2022 09:13

PROGRAMAS SANITÁRIOS

Avalie este item
(0 votos)

Aderr realiza curso para médicos veterinários da iniciativa privada

Por Elias Venâncio

A Aderr (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima) está realizando um curso de reciclagem e notificações dos programas sanitários da brucelose e tuberculose para médicos veterinários da iniciativa privada. O Objetivo é reforçar ainda mais as ações de combate e prevenção dessas doenças, visando a sanidade animal no Estado.

O curso aborda ainda informações importantes sobre as doenças de notificação obrigatória, que estão inseridas na Instrução Normativa 50/2013. São doenças que podem comprometer a sanidade dos animais e causar muitos prejuízos para os produtores.

Os médicos veterinários que fazem o curso de reciclagem também estão se aprimorando no uso das opções disponíveis para a notificação de todas as doenças, conforme destacou Paulo Figueirôa, gerente de Defesa Animal da Aderr. Os meios de comunicação das doenças são o SISBRAVET e o 0800 095 2476.

“Eles estão tendo informações sobre os Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal [PNCEBT] e o Programa Estadual de Sanidade dos Equídeos [PESE], além das doenças de notificação obrigatória IN 50/2013 e meios de notificação, como: SISBRAVET, 0800 095 2476 da Aderr e outros,” enfatizou Paulo.

O presidente da Aderr, Marcelo Parisi, ressaltou a importância desse curso que está sendo promovido pelo Governo do Estado, por meio da Agência.

“Além do aprendizado que eles estão tendo, porque estão obtendo informações relevantes para o dia a dia do trabalho deles, a gente também estreita esse laço de colaboração entre os médicos veterinários da iniciativa privada e a Aderr.”

A médica veterinária da iniciativa privada, Camila Silveira, disse que o curso de reciclagem e notificações é importante, pois traz informações importantes sobre as legislações vigentes e sobre as ações que a Aderr vem desenvolvendo.

“É uma maneira de formalizar ainda mais essa parceria entre nós e a Agência para levar aos produtores a informação precisa, para que eles possam compreender que existe um órgão que acompanha o nosso trabalho para o bem dos animais que eles possuem" disse a profissional.