Sexta, 01 Abril 2022 08:58

PLANO DIRETOR PARA O INTERIOR EM PARCERIA COM ALERR

Avalie este item
(0 votos)

AUDIÊNCIA PÚBLICA...Rorainópolis apresenta Plano Diretor elaborado em parceria com a Assembleia Legislativa...Documento contém diretrizes para os próximos 20 anos e auxilia os municípios a receberem recursos de convênios federais

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Rorainópolis apresentou na manhã desta quinta-feira (31), durante audiência pública no Fórum do município, o Plano Diretor “É Tempo de Desenvolvimento”. O documento foi elaborado com assessoramento técnico do CAM (Centro de Apoio aos Municípios), da Assembleia Legislativa de Roraima.

“O nosso município cresce de forma desorganizada e aqui o plano nos dá um norte em como agir e começar a construção”, disse o presidente da Câmara Municipal, Adriano Souza (PL). Ele agradeceu ao presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, Soldado Sampaio (Republicanos), pelo apoio técnico para a configuração do documento.

O evento contou com a participação de moradores, representantes de associações, órgãos públicos, do comércio e autoridades. Até 2030, as prefeituras de todo Brasil devem executar o Plano Diretor, considerado o “braço direito” das LDOs (Leis de Diretrizes Orçamentárias), LOAs (Leis de Diretrizes Orçamentárias) e PPAs (Planos Plurianuais). 

“Hoje, o plano foi lido para população para, futuramente, ser votado. Ele vai abranger toda estrutura social, econômica, expansão territorial no município, de forma ordenada, e ajudar no desenvolvimento”, explicou a diretora do CAM, Alessandra Rios. A Assembleia Legislativa tem auxiliado as prefeituras do interior com a elaboração e entrega do Plano Diretor, georreferenciamento e o Plano de Resíduos Sólidos que é exigido para que os municípios tenham acesso a recursos federais.

O Projeto de Lei do Plano Diretor de Rorainópolis tem 139 artigos. Os capítulos estão divididos em desenvolvimento territorial, econômico e institucional, segmentos como educação, saúde, assistência social, cultura, esporte e lazer, segurança pública, saneamento básico, energia elétrica, recursos hídricos, zoneamento rural e urbano, e ocupação de solo.

Representante da Semed (Secretaria Municipal de Educação), Samuel Fontes diz ser necessário haver mais atenção às creches e à educação de crianças com deficiência. “Há uma necessidade, uma demanda, que só aumenta”. Ele prometeu diante de todos aprofundar-se em conhecer o PL para contribuir mais com a legislação.

Em relação à ocupação de lotes, Fontes sugeriu que a Câmara Municipal apresente um projeto de lei para obrigar vendedores de terrenos, com pretensões à abertura de bairros, a mostrar toda infraestrutura da região para evitar problemas.

A professora Ormecinda Oliveira destacou que o Plano Diretor é importante e necessário para conhecimento da população. Ela pediu mais divulgação nos meios de comunicação e redes sociais. “Depois de aprovado, será revisado, atualizado e a gente tem que seguir ele”, afirmou.

 

 PRÓXIMOS PASSOS

A audiência foi um termômetro para os próximos passos da Câmara de Rorainópolis. As contribuições da população serão apresentadas às comissões permanentes e, em seguida, levadas à votação em plenário. A apreciação ainda não tem data marcada.

O procurador do município, Cleber Silva, ressaltou a relevância do plano para quem mora na zona urbana ou rural de Rorainópolis. “Para que possa crescer de forma correta e organizada, ele vai impedir as invasões nos meios de preservação ambiental e, por isso, o município só tem a ganhar”.

 

TREINAMENTO

Nesta sexta-feira (1º), o Centro de Apoio aos Municípios e a Superintendência Legislativa da Assembleia Legislativa de Roraima vão promover na Câmara Municipal de Rorainópolis treinamento para 20 servidores sobre tramitação de projetos legislativos. O minicurso ocorrerá durante todo o dia.

 

 

 

...

Texto: Yasmin Guedes

Foto: Tiago Orihuela

SupCom ALERR