Quarta, 30 Março 2022 08:56

PREVINE BRASIL EM BV

Avalie este item
(0 votos)

Boa Vista recebe oficina do Ministério da Saúde sobre financiamento da Atenção Primária  ... Técnicos do Governo Federal estão na cidade, capacitando os profissionais de saúde tanto da capital, quanto do interior

POR Jamile Carvalho

 

A capital Boa Vista está recebendo nesta terça e quarta-feira uma equipe técnica do Governo Federal para mais uma oficina de capacitação sobre financiamento da Atenção Primária à Saúde, do programa Previne Brasil. O evento de abertura aconteceu no auditório da Universidade Estadual de Roraima (UERR).

O encontro contou com a presença do secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Raphael Câmara e representantes do Ministério, secretário adjunto de estado, secretários municipais e profissionais da atenção primária de Boa Vista e outras capitais. Para o secretário municipal de Saúde, Cláudio Galvão, este é um momento importante, principalmente para os municípios.

“A oficina serve para reforçar as informações e orientações em relação ao financiamento, sobre a importância e o cuidado de monitorar os indicadores de cada município, que são as ferramentas necessárias para qualificar o processo de trabalho e ampliar a assistência de quem mais precisa, esse é o nosso papel e foco enquanto gestor”, afirmou o secretário.

Em seu pronunciamento, o secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Câmara se colocou à disposição enquanto membro do Ministério da Saúde para auxiliar as equipes dos municípios no que for necessário.

“Já passamos por diversos estados e hoje estamos aqui com nossa equipe técnica para apoiar e ouvir os profissionais de saúde, para ver de perto as necessidades locais e a partir dai desenvolver políticas públicas de saúde adequadas a cada local e para melhorar e adequar o Previne Brasil em cada município”.

Durante os dois dias, os gestores e coordenadores da atenção primária participam das palestras que tem a finalidade de atualizar os gestores e coordenadores da atenção primaria dos municípios sobre as regras de financiamento, ações estratégicas, e o repasse populacional, além de outras situações que abrangem o programa.

“A intenção é ajudar na organização e na cobertura assistencial da população, visando a qualidade do cuidado com os usuários do SUS, considerando a atenção primária como porta de entrada. Tratamos na oficina tanto a questão do financiamento como os indicadores e processos de trabalho e também a organização do serviço para tentar ofertar um serviço de qualidade para o público que compõem a prioridade na atenção primária”, explicou um dos palestrantes, Antônio Leopoldo, do Ministério da Saúde.

 

 

 

______________________

SEMCOM PMBV

fotos/Katarine Almeida