Quinta, 24 Fevereiro 2022 10:59

POLÍCIA AJUDANDO A EDUCAR

Avalie este item
(0 votos)

EM NORMANDIA Polícia Civil faz palestra educativa para alunos da Escola Estadual Mariano Vieira

 
EM NORMANDIA  Polícia Civil faz palestra educativa para alunos da Escola Estadual Mariano VieiraASCOM/PCRR

O combate aos ilícitos por meio de ações preventivas é uma das metas da Polícia Civil em Normandia. Para levar orientações aos moradores da região, o delegado Rodrigo Gomides, promoveu um encontro com alunos da Escola Estadual Mariano Vieira.

Ele abordou temas relacionados ao combate de ilícitos, tais como violência em geral, violência doméstica e familiar contra a mulher e violência sexual, crime de estupro de vulnerável, tráfico e uso de drogas, uso de arma de fogo, armas brancas e facções criminosas, homofobia, entre outros.

A ação ocorreu na tarde desta terça-feira, 22, e o trabalho faz parte da política de aproximação com o cidadão, coordenado pelo delegado, com apoio dos policiais que integram a unidade policial no município.

De acordo com Gomides, a ação segue uma diretriz da Delegacia Geral e do Governo de Roraima. Ele destacou que a equipe da Polícia Civil recebeu o convite do gestor da unidade de ensino, Professor Francimário da Silva e do coordenador pedagógico, professor Francisco Jodson, para conversar com a comunidade escolar sobre a violência no município, por meio de palestras educativas, visando atender não somente os alunos, mas os professores e demais servidores.

Gomides destacou que foi tratada sobre a importância do respeito ao próximo, aos pais e familiares, aos professores e gestores da escola, uma vez que toda relação depende da aceitação das diferenças existentes entre as pessoas.

“Para vivermos em comunidade é preciso que exista respeito, caso contrário, essas relações podem incorrer em atos de violência”, observou o delegado.

PRESENÇA

Ele destacou ainda que a presença da Polícia Civil na escola tem com o objetivo principal aproximar a instituição da unidade de ensino, mostrando o papel da Polícia.

“O cidadão precisa entender que a Polícia Civil não é sua inimiga, pelo contrário. Precisamos exercer essa relação de proximidade para que possamos cada vez mais termos apoio para defender a nossa sociedade. Esse encontro teve esse objetivo. Tivemos a oportunidade de passar as orientações sobre as práticas delituosas, para que, principalmente nossos jovens, percebam como os criminosos vêm agindo, envolvendo a juventude, tirando de sala de aula e levando muitos a um caminho sem volta que é a criminalidade”, disse o delegado.

Gomides disse ainda que foi firmada uma parceria com a gestão da unidade de ensino, de forma que a Polícia Civil possa receber denúncias de crimes e atos infracionais que porventura venham ocorrer dentro da escola e em suas proximidades.

“Estamos orientando jovens sobre prevenção às drogas, violência doméstica, sexual, uso de armas e, sobretudo, em relação às facções criminosas. Muitos jovens estão seguindo no caminho do crime organizado e interrompendo um futuro brilhante que poderiam ter. A Polícia Civil vai desenvolver ações preventivas em Normandia, mas não deixará de agir de forma mais enérgica para combater o crime na região”, alertou.

PERGUNTAS

O trabalho foi finalizado com uma rodada de perguntas, onde os participantes tiveram a oportunidade de tirar dúvidas sobre as ações desenvolvidas pela Polícia Civil na região.

“Estamos realizando em Normandia uma política de proximidade com o cidadão, indo nas escolas, nas Comunidades Indígenas, realizando um trabalho social, preventivo. A Polícia Civil é uma instituição amiga e o que queremos é que os moradores, em especial os jovens, estejam nas escolas, no mercado de trabalho, buscando sempre um ambiente de paz”, destacou.