Sábado, 19 Fevereiro 2022 11:22

LEVANDO EXPERIÊNCIAS ATÉ O ALUNO

Avalie este item
(0 votos)

Com Laboratório Didático Móvel, prefeitura vai fortalecer aprendizado nas escolas de Boa Vista

Novo equipamento vai atender escolas da área urbana, rural e indígena

 

Por Wandilson Prata

A Prefeitura de Boa Vista adquiriu um novo instrumento pedagógico para as escolas da Rede Municipal de Ensino. É o Laboratório Didático Móvel, que vai dar possibilidade aos alunos aprenderem não só com os livros, mas também com a prática experimental do ensino de ciências da natureza, seguindo a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

É mais um investimento da gestão municipal, que vai agregar o ensino educativo das crianças. Ao todo, o município recebe 92 equipamentos que serão distribuídos para 56 escolas de Boa Vista, tanto da área urbana, quanto rural e indígena. O prefeito Arthur Henrique destacou que a prefeitura segue com o compromisso de melhorar a educação de Boa Vista.

"Hoje estamos lançando em Boa Vista, um programa que transforma qualquer sala de aula convencional em um laboratório de ciências, com 245 itens, para que as crianças possam ver na prática aquilo que elas aprendem na teoria em sala de aula. E sem sombra de dúvidas, isso faz muita diferença na forma da criança aprender", afirmou o prefeito.

A secretária adjunta municipal de Educação, Meiry Jane Gomes, ressaltou que os equipamentos serão destinados a atender os estudos experimentais dos alunos do Ensino Fundamental (2º ao 5º ano) e EJA (1ª à 4ª série). Uma das primeiras escolas do município a receber o laboratório foi a Newton Tavares.

“O Laboratório Móvel está integrando na Rede Municipal de ensino, como um instrumento didático do professor. Então, nossos professores no momento de ministrar uma aula de ciência, não tinha os instrumentos para potencializar a aula. Então, o Laboratório vem trazendo esse benefício para o professor”, disse a secretária.

Capacitação – Antes dos equipamentos chegarem à sala de aula, os professores receberão capacitação para o uso do equipamento, de acordo com a BNCC. Kelvyn Roxsan, professor do 4º ano do Ensino Fundamental, vê o equipamento como uma nova ferramenta didática.

“Ele agrega e tem muito valor, porque sai um pouquinho daquele tradicional de livro e quadro e vai para o material que a criança possa manusear. É bem mais prático, bem flexível. Eu adorei a ideia e já estou pensando aqui nas formas de usar nas aulas e torná-las mais dinâmicas”, afirmou o professor.

A gestora da Escola Municipal Newton Tavares, Adonis Rosalídia, disse que com esse novo equipamento, o professor vai poder mostrar na prática, aquilo que ele está explicando na teoria.

“Imagina o professor falando sobre o sistema solar e na hora ele coloca o planetário para os alunos terem essa vivência. Ou falar da fotossíntese e poder mostrar através do microscópio sua composição. Então, esse laboratório traz uma riqueza para o professor como complemento, recurso didático para que ele enriqueça sua aula no cotidiano do aluno. Eu achei perfeito”, disse a gestora.

 

 

______________________

SEMCOM PMBV