Sábado, 19 Fevereiro 2022 11:03

DEPUTADO GORDINHO 'JEFERSON' AMEAÇADO

Avalie este item
(0 votos)

INTEGRIDADE FÍSICA...Unale divulga nota de repúdio contra ameaças de morte recebidas por Jeferson Alves e Rodrigo Valadares...Deputados petebistas são alvo de perseguição por advogado ligado ao ex-presidente do PTB, Roberto Jefferson, afastado do cargo enquanto cumpre prisão domiciliar

A União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) divulgou, nesta semana, nota de repúdio contra as ameaças à integridade física recebidas e relatadas pelos deputados estaduais Jeferson Alves (PTB-RR) e Rodrigo Valadares (PTB-SE).

A nota, assinada pelo presidente a Unale, deputado Lídio Lopes (Patriotas-MS), diz que “no seu escopo de atuação, entre outras ações desenvolve iniciativas voltadas ao aperfeiçoamento da legislação e ao debate relativo ao combate e eliminação de violência de qualquer natureza e ameaças à vida das pessoas”, e “defende as prerrogativas dos Deputados Estaduais e Distritais, na livre manifestação de suas ideias e opiniões, principalmente no exercício do mandato”.

O documento segue dizendo que “repudia toda e qualquer tentativa de cerceamento da sua liberdade de expressão principalmente no exercício do mandato''. Condena com veemência as ameaças à integridade física recebidas e relatadas pelos Deputados Estaduais Jeferson Alves e Rodrigo Valadares, bem como qualquer perseguição perpetrada contra parlamentares, a violência política ou qualquer outro tipo de intimidação”.

 

Medidas protetivas

As ameaças sofridas por Jeferson Alves e Rodrigo Valadares, por parte do advogado Luiz Gustavo Pereira da Cunha, ligado ao ex-presidente do PTB, Roberto Jefferson, que cumpre prisão domiciliar, resultaram em pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) de medidas protetivas. O advogado exige que os parlamentares deixem os cargos de secretário-geral e de Finanças, ocupados na Diretoria da sigla partidária.

As intimidações tiveram início após golpe dentro do PTB, quando um grupo de filiados descontentes com a atual diretoria, impediu o acesso às dependências do partido, de Graciela Nienov, presidente eleita legitimamente na Convenção Nacional da sigla, em novembro de 2021.

E, num ato antidemocrático, impuseram o nome de Marcus Vinicius Neskau, deputado estadual do Rio de Janeiro e vice de Graciela, na presidência do Partido Trabalhista Brasileiro. O parlamentar, em 2018, foi preso no âmbito da operação Furna da Onça, desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro, que apontou recebimento de propinas por parlamentares.

 

 

...

Assessoria Parlamentar