Quarta, 26 Janeiro 2022 10:00

Pais que defendem vacina

Avalie este item
(1 Votar)

COVID-19 - “A vacina representa uma segurança”, diz mãe ao levar a filha de 10 anos para se imunizar

Nesta terça-feira, 25 foi a vez das crianças de 10 e 11 anos sem comorbidade, serem imunizadas contra a covid-19 em Boa Vista. A vacinação para este público segue até o dia 2 de fevereiro e está disponível em 9 unidades básicas de saúde da capital (veja a lista abaixo).

Por Shirleia Rios

Nesta terça-feira, 25 foi a vez das crianças de 10 e 11 anos sem comorbidade, serem imunizadas contra a covid-19 em Boa Vista. A vacinação para este público segue até o dia 2 de fevereiro e está disponível em 9 unidades básicas de saúde da capital (veja a lista abaixo).

Olenka Silva, mãe da pequena Ana Gabriela Silva, de 10 anos, não perdeu tempo e levou a filha para se imunizar logo no primeiro dia disponível para essa faixa etária. “Para mim, a vacinação representa uma segurança. Mesmo não sendo obrigatória, eu fiz questão de trazer minha filha. Eu sou vacinada, meu esposo também. Só faltava ela. Agora que vacinou, estou mais confiante”, garantiu a mãe.

A pequena não escondeu a emoção de garantir a primeira dose da vacina. “Eu estou muito feliz. Eu acordei cedo e minha me trouxe. É muita emoção. Vou tomar as outras doses porque sei que a vacina vai ajudar a gente a combater a covid-19”, disse Ana Gabriela.

Vacinação Infantil – A vacinação infantil se iniciou em Boa Vista no dia 18 deste mês. Podem receber a dose do imunizante crianças de 5 a 11 anos, 11 meses e 29 dias, seguindo os critérios de priorização estabelecidos no Plano Nacional de Operacionalização da vacina (PNO), do Ministério da Saúde.

Critérios para vacinação – As crianças devem estar acompanhadas por pais ou responsáveis, manifestando sua concordância com a vacinação. Em caso de ausência de pais ou responsáveis, a vacinação deverá ser autorizada por um termo de assentimento por escrito.

 

As crianças estão sendo atendidas por ordem de prioridades, nos seguintes dias:

 

·25/01 a 02/02 – 11 e 10 anos

·03/02 a 10/02 – 9 e 8 anos

·11/02 a 18/02 – 7 e 6 anos

·21/02 – 5 anos

 

Obs.: Crianças com comorbidade ou deficiência permanente que ainda não foram vacinadas, podem ser imunizadas a qualquer momento. Basta que os pais ou responsáveis procurem uma das UBS disponíveis para vacinação infantil.

Na primeira etapa do cronograma de vacinação de crianças entre 5 e 11 anos com deficiência permanente ou comorbidades, foram vacinadas 144 crianças.

 

A prefeitura disponibiliza para essa campanha infantil, nove unidades básicas de saúde, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h. São elas: 

·UBS Hélio Macedo – Rua Joca Farias, 2199 (Jardim Caranã)

·UBS Dalmo Feitosa – Rua Austrália, 700 (Cauamé)

·UBS Ione Santiago – Av. Sebastião Diniz, 115 (São Pedro)

·UBS Jorge André Gurjão – Rua CC-24, 341 (Laura Moreira/Cidadão)

·UBS Arminda Gomes – Rua José Airton de Almeida, 422 (Jóquei Clube)

·UBS Santa Luzia – Rua Abel Moreira Reis, 1786 (Pintolândia)

·UBS Buritis – Rua Raimundo Figueiras, 661 (Buritis)

·UBS Raiar do Sol – Rua das Estrelas, 672 (Raiar do Sol)

·UBS Mecejana – Rua Pavão, 195 9 ( Mecejana)