Segunda, 29 Novembro 2021 15:06

JALSER, O RATO ESCORPIÃO, NÃO MUDA…

Avalie este item
(0 votos)

EXISTE UMA PARÁBOLA QUE NOS CONTA QUE O ESCORPIÃO POR NÃO SABER NADAR PEDIA PARA QUE O SAPO LEVASSE ELE AO OUTRO LADO da lagoa, mas, desconfiado pela índole do escorpião, com seu veneno iria matá-lo, então, como confiar? Por fim, sapo aceitou acreditar pela insistência do pedido, e de coração foi ajudar…No meio da travessia, o escorpião da sua picada mortal, e o sapo incrédulo fala que ele havia prometido não fazer aquilo, e que agora mataria os dois. E o escorpião apenas disse que nada que dissesse mudaria porque aquela era a sua natureza.

Assim é a índole de Jalser Renier. Ele é um político em que nada que faça hoje podemos confiar que ele esteja agindo dentro da lei, em respeito ao cidadão, ao seu próprio eleitor! Jalser é um ratuno escorpião da nossa política.

Jalser é um espectro político que mais mal tem feito a Roraima, quando sempre agiu de forma espúria para enriquecer, através de seus mandatos, todos, sem exceção, corrompidos por atos desleais, ilegais, corruptos em compra de votos, ameaças, achaques, atingindo, ai, todas as esferas dos poderes do Estado. E isto está nos muitos processos que Jalser carrega nas costas.

Mas, é neste, o de sua cassação de mandato, que agora pode lhe tirar, de fato, da política, e entregá-lo inteiramente à Justiça, e ali pague por seus feitos, dentre dos muitos desvios de recursos, porém, o ato mais repugnante foi ele ser o mandante de torturar o jornalista Romano dos Anjos - e que servisse de exemplo para calar a imprensa - mais, fosse um recado aos seus adversários. Isto tudo está no que a polícia descobriu, provou, e a justiça acolheu - daí ter saído mais uma mandado de prisão, e estarmos onde este caso se encontra. O parlamento decidindo cassar seu maior câncer.

O MESMO DE SEMPRE

A ultima do Rato da política, dep. Jalser Renier é vermos que sua defesa em muito se parece com ele, neste caso da sua cassação usa de meandros da lei, e tenta protelar o processo no Conselho de Ética só para ganhar tempo, e continuar como deputado. Simplesmente foram apresentadas 32 testemunhas de defesa. 

Isso mesmo, 32!!!

Será que Jalser acha que é o único que se acha sabedor de tudo?!

Daí vermos quanto este rato com rabo de escorpião mostra que seu caráter, sua índole são os mesmos de sempre, algo maligno, onde o que vale é fazer com que povo lhe sirva, e obter do seu mandato os mais espúrios ilícitos.

DELEGADO

O relator do processo de cassação, deputado Jorge Everton, que é um delegado da polícia, experimentado homem da lei (deve ter lido, também, Maquiavel), não se assombrou com a jogatina jurídica da defesa do Rato Jalser, não!

Pelo contrário, deixou que o acusado apresentasse toda a sua defesa, como quisesse, e determinou, então, que Jalser apresentasse até este dia 30, terça, às 15horas, na sessão de instrução as suas tais 32 testemunhas.

Diante deste exposto, Jalser solicitou que tal ssesão de instrução fosse suspensa, remarcada em outra data, porém, o relator foi incisivo em indeferir-lhe o pedido, Ratuno, então, recorreu à justiça, mas, o juiz Luiz Alberto Jr., indeferiu também e a sessão está confirmada para esta terça. Duas derrotas para Jalser.   

Jorge Everton deixa claro que todo o trabalho da Assembleia vem sendo feito de forma transparente, e dentro da legalidade que o regimento interno da Casa determina,  obedecendo o que configura no STF - Supremo Tribunal Federal. Para tanto, das 32 testemunhas, o deputado relator disse que segue o que pratica a Câmara Federal, onde o acusado tem direito de apresentar 5 testemunhas.

Isto vem sendo feito já que neste processo de cassação de Jalser, não ficou especificado o número de testemunhas, daí, Everton seguir o mesmo rigor da Câmara. 

 DETERMINAÇÃO 

O presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, deputado soldado Sampaio deixou claro em suas falas que o parlamento seguirá com o processo, e que nada impedirá de que a Justiça seja feita.

Sampaio salienta que determinou que tudo dentro siga o que reza a legalidade dos atos, como assim prega o regimento interno.

Mais.

A ALERR jamais, neste novo momento que vive, deixaria de ouvir o clamor não só da sociedade, mas, da própria justiça.

Sampaio que tem agido firmemente em comum com a maioria dos deputados, que acredita que a hora do parlamento mostrar que trabalha para apagar os todos esses anos de males vividos, quando sob o comando de Jalser Renier, e Roraima constantemente se tornou vergonha nacional. Mácula que o parlamento que se retratar, dia a dia, e o primeiro passo para isto, de fato, é levar ao Plenário a cassação de Jalser Renier.

E isto vai ocorrer para desgosto de uns, e torcida de pardos!