Quarta, 13 Outubro 2021 10:18

ATÉ ONDE VAI O MACHISMO? E AÍ GENILSON?

Avalie este item
(1 Votar)

POR MARLEN LIMA

BOA VISTA TEM TIDO INÚMERAS CAMPANHAS ONDE TODOS TRABALHAM NO COMBATE À VIOLÊNCIA QUE ATINGEM AS MULHERES, e os parlamentos na Capital, bem como no Interior, tem papel fundamental na defesa dos direitos de todos, e especialmente tem sido ataunte na defesa das mulheres.

Porém, logo do parlamento, mais uma vez, Roraima é pego com a notícia de um político, um vereadorzinho, que segundo o laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) confirma que Ruan Kenobby agrediu covardemente sua esposa.

O caso teve forte repercussão, mas, foi abafado pela prisão do deputado Jalser Renier, na saemana passada, mas, o que se quer saber hoje é qual será a postura da Casa do Povo, o que a Câmara Municipal de Boa Vista, na pessoa do presidente, vereador Genilson Costa vai fazer?

E, aí, presidente? Cadê a Comissão de Ética da Câmara??

Ruan tem um passado suspeito de outras agressões, segundo fontes, com a própria esposa, e o parlamentar metido a violento não tem sido homem para vir à  público mostrar a verdade dos fatos, e, prefere dar uma versão mentirosa, que o IML desmente, daí, deve responder criminalmente pelo o que fez, ter espancado sua companheira - com socos e tapas, dentro do seu carro.

CORRETO

A esposa de Ruan, já certamente cansada das violências, físicas, e provavelmente, verbal que sofre, após este último ato violento do marido registrou a ocorrência na Polícia Civil no dia 2 deste mês.

Ruan, machozinho de B... Mente, e agora se esconde!

Nem Ruam e nem a Presidência da Câmara se pronuncia. Por que será? 

IML

Conforme o exame de corpo de delito, realizado no dia 1º, a mulher sofreu lesões corporais por emprego de violência física.

Além disso, o IML aponta que houve ofensa à saúde e integridade física da vítima e que as lesões foram causadas por “ação contusa” – quando há emprego de instrumento “duro”, como socos. Assim como registrou o jornal Roraima em Tempo.

“As lesões observadas possuem nexo temporal entre o momento do fato ocorrido, conforme o relato da periciada, e o momento do exame pericial”, diz trecho do laudo.

Ainda segundo o documento, a vítima sofreu 10 lesões, entre a região dos olhos, malar, nariz, lábio, antebraço e mãos.

B.O

Conforme o boletim de ocorrência, as agressões ocorreram no trajeto do bairro Aparecida ao bairro Centenário. À polícia, a mulher relatou que essa foi a terceira vez que foi violentada pelo vereador e pediu medida protetiva de urgência.

Infelizmente, quem sabe por medo, por sofrer mais ameaças, a esposa de Ruan decidiu mudar o B.O - à imprensa ela disse que “já estava tudo resolvido” e que não se manifestaria mais sobre o caso - violento de ter sido espancada pelo marido.

O machão, Ruan Kenobby até diz que agrediu a esposa, mas, para se defender. Veja. Agora, o IML diz outra coisa...

“Fomos embora, e no meio do caminho ela surtou com ciúmes de uma garota. No caminho da nossa casa ela deu tapa na minha cara e começou a me agredir […]Na hora de [me] defender acertei o rosto dela, só que ela já estava me agredindo. Nada justifica tal ato, mas essa é a verdade”, concluiu.

E aí, mais uma mentira, quando o IML aponta - "...a vítima sofreu 10 lesões, entre a região dos olhos, malar, nariz, lábio, antebraço e mãos...."

 

 

...

Com RR em Tempo