Sábado, 02 Outubro 2021 08:37

Tudo rosa pela mama

Avalie este item
(0 votos)

Iluminação da Assembleia Legislativa marca início da campanha contra câncer de mama

O prédio da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) já está com uma iluminação especial em alusão à campanha mundial contra o câncer de mama e do colo do útero. Saem as luzes do Setembro Amarelo, mês dedicado à prevenção e combate ao suicídio, e entram as do Outubro Rosa, quando as ações preventivas do Poder Legislativo, que ocorrem durante todo o ano por meio de programas sociais, serão intensificadas. 

Como parte da campanha, haverá palestras e uma campanha de arrecadação de lenços e cabelos que visam resgatar a autoestima de mulheres que estão em tratamento da doença e perderam os cabelos. Além disso, a Assembleia fará parcerias para realização de autoexame. 

“Precisamos mobilizar a sociedade para a importância da prevenção. E ao primeiro sinal da doença, as mulheres precisam procurar ajuda nas unidades de saúde”, reforçou o presidente da ALE-RR, deputado Soldado Sampaio (PCdoB). 

O Poder Legislativo, por meio do Núcleo do Serviço de Saúde, realiza atendimento psicológico gratuito, possibilitando suporte, orientação e acolhimento aos profissionais que atuam na Casa e que estejam passando por momentos difíceis, como sequelas causadas pelos diversos tratamentos a que pacientes são submetidos para se livrarem dos cânceres e recuperarem a saúde.

Ao longo dos anos, a Assembleia Legislativa também tem aprovado leis que contribuem para a saúde das mulheres e que possibilitam criar ações e políticas públicas de prevenção, diagnóstico e tratamento precoce do câncer de mama e do colo do útero. 

Entre elas, está a Lei nº 192/ 1998, que tornou obrigatória a realização gratuita de exames preventivos de câncer, de autoria dos ex-deputados Célio Wanderley, Rosa Rodrigues e Zenilda Portella. E, mais recentemente, o Parlamento estadual aprovou o projeto de lei que originou a Lei nº 1.379/2020, que prevê exames ginecológicos preventivos, entre eles o de colo do útero, para todas as mulheres em Roraima. A norma foi sugerida pelo deputado Neto Loureiro (PMB).

 

 

… 

Foto: Eduardo Andrade

SupCom ALE-RR