Quinta, 16 Setembro 2021 09:01

GUERRA CONTRA A COVID-19

Avalie este item
(2 votos)

Em Roraima municípios estão autorizados a antecipar segunda dose da vacina contra a covid-19 Destaque

Por Lidiane Oliveira

O trabalho de enfrentamento da covid-19 em Roraima alcançará mais uma etapa importante. A partir de hoje todos os municípios de Roraima estão liberados a antecipar a aplicação da segunda dose das vacinas AstraZeneca e Pfizer, ou seja, o intervalo entre a primeira e segunda dose, da vacina AstraZeneca que seria de 90 dias será reduzido para 60 dias/08semanas, e a segunda dose da vacina Pfizer poderá ser aplicada a partir de 21 dias para quem tomou a primeira dose desse imunizante.

A decisão foi acordada durante a reunião da CIB (Comissão Intergestores Bipartite), na tarde desta quarta-feira,15, onde foi aprovada a alteração do período de intervalo entre a primeira e segunda dose das vacinas para aplicação imediata pelos municípios.

“Para o Estado de Roraima essa decisão é um ganho no trabalho de enfrentamento dessa pandemia que já fez tantas vítimas. O Governo do Estado tem levado vacinas para todos os municípios e as salas de vacinas estão abastecidas, por isso é fundamental que a partir de agora cada prefeitura faça o trabalho de convocação para alcançar toda a população que já pode tomar a segunda dose e ficar com o esquema completo”, esclareceu o governador Antonio Denarium. 

MAIOR APLICAÇÃO

Segundo o secretário de saúde, Leocádio Vasconcelos, a diminuição do prazo para aplicação das duas doses visa garantir que o maior número de pessoas esteja o mais breve possível com o esquema vacinal completo.

“É preciso considerar a necessidade de garantir de forma mais rápida que a população complete o seu esquema vacinal, pois com as duas doses será possível alcançar a imunidade coletiva que o estado tanto precisa. O objetivo é diminuir o risco de aumento no número de casos, em virtude da circulação dessa nova variante”, complementou o secretário.

De acordo com a Coordenadora Geral de Vigilância em Saúde, Valdirene Oliveira, a decisão foi tomada com base nas diretrizes do PNO (Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a covid-19) que prevê a possibilidade de aplicação na prática de medidas estratégicas visando conter o avanço da pandemia.

“E diante da confirmação de presença da variante Delta no Estado de Roraima é necessário adotar medidas a curto prazo para promover a ampliação da cobertura vacinal com o esquema completo, para que assim possamos ter condições de garantir a redução da transmissão dessa e de todas as outras variantes, visto que Roraima ainda possui baixa cobertura contra a covid”, acrescentou a coordenadora. 

 

 

...

Secom Gov de RR