Quarta, 14 Julho 2021 08:48

MUCAJAÍ TERÁ QUE PAGAR 1,4 MILHÕES DE REAIS

Avalie este item
(0 votos)

CAER, LEIA-SE MECIAS, COBRA PREFEITURA DE MUCAJAÍ, LEIA-SE ÉDIO LOPES

É...TER UMA EMPRESA COMO CAER NAS MÃOS DAR MUITO PODER A UM POLÍTICO, E É COM ESSE PODER QUE O SENADOR MECIAS DE JESUS USA para angariar algum valor de voto junto à população roraimense, e como não tem na Prefeitura Municipal de Mucajaí uma aliada, já que a prefeita Eronildes Aparecida Gonçalves, conhecida como Nega do Édio, é ligada politicamente ao deputado federal Édio Lopes (que é um dos mais forte aliado de Romero Jucá e Teresa Surita), assim vem por ai uma cobrança de mais de um milhão de reais para o município.

Explicamos.

A Prefeitura de Mucajaí foi condenada em duas ações de cobrança a efetuar o pagamento de aproximadamente R$ 1,4 milhões de reais à CAER - Companhia de Águas e Esgotos de Roraima - em débitos sobre contas de água referentes ao período de setembro de 2013 a outubro de 2018 e abril de 2018 a maio de 2020.

Assim, que um dos asseclas de Mecias de Jesus assume o comando da CAER, a empresa ingressana justiça contra o município, em 2019 e 2020, sendo que o processo transitou em julgado e está em fase de execução (pagamento).

DINHEIRO REVERTIDO À POPULAÇÃO

O presidente da CAER, James Serrador diz que o motante deste pagamento será todo para investimentos em obras de melhorias na prestação dos serviços da CAER no município.

“A empresa já ampliou em mais de 50% a oferta de água, com a perfuração de dois e revitalização de quatro poços artesianos na sede e continua investindo”, afirmou.

Amigos de longa data, Mecias e seu dileto presidente da CAER, James Serrador

 

FIM DAS CHUVAS

A CAER informa que está programado para no final no período de chuvas, a construção de uma nova rede adutora saindo da área de captação até a distribuição na sede, um investimento de cerca de R$ 300 mil reais em recursos próprios. Além da construção de nova unidade de atendimento para 2022. Porém, a recomposição asfáltica é de responsabilidade do Município.

O contrato de concessão dos serviços de saneamento básico entre CAER e Prefeitura de Mucajaí não prevê a recomposição asfática nas ruas onde houver intervenção para realização de serviços de manutenção na rede de água. Esta situação foi judicializada, contestada pela Procuradoria Jurídica e comprovada por documentação que o município é titular do serviço.

Entretanto, mesmo não sendo de responsabilidade da empresa, a Caer está concluindo duas licitações sendo, uma para recomposição asfáltica e também aderindo à Ata do Exército Brasileiro para a aquisição de manta asfáltica, que permitirá a recomposição de trechos onde forem realizadas melhorias em todos os municípios de Roraima.

 

 

...

Com Semcom Gov de RR/CAER