Quinta, 10 Junho 2021 05:42

PREFEITURA AGE CONTRA O FORTE INVERNO

Avalie este item
(0 votos)

Prefeitura adota medidas preventivas no Parque do Rio Branco devido às cheias...Última medição da Defesa Civil aponta o nível do Rio Branco na marca de 8,55m, faltando somente 1,7m para atingir o recorde da cheia de 2011, que foi de 10,28m

 POR Marcus Miranda

 

O inverno chegou com tudo e os boa-vistenses já sentem os efeitos das cheias dos rios em diversos pontos da cidade. Por conta disso, a Prefeitura de Boa Vista tem se preparado para amenizar ao máximo os impactos causados pelas chuvas. Uma das medidas preventivas adotadas nesta quarta-feira, 9, foi a interdição de algumas áreas do Parque do Rio Branco, como as quadras de areia poliesportivas.

Além disso, placas, painéis, caixas de som, iluminação e demais dispositivos elétricos da Selvinha e Espelho D’Água foram desinstalados como medida de segurança. O trabalho de isolamento das áreas foi executado por profissionais da Defesa Civil Municipal que, conforme última medição, aponta o nível do Rio Branco na marca de 8,55m, faltando somente 1,7m para atingir o recorde da cheia de 2011, que foi de 10,28m.

O prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique relembra invernos passados, em que diversas famílias que viviam na área de interesse social Caetano Filho, mais conhecido como “Beiral”, sofriam neste período de cheias. “Mais do que uma obra turística e de lazer, o Parque do Rio Branco é uma obra social que beneficiou mais de 350 famílias que, todos os anos, enfrentavam problemas neste período de inverno. Hoje essas áreas estão com um número bem menor de famílias, que também recebem todo apoio e auxílio da prefeitura”, explicou.

Atualmente, pouco mais de 20 famílias ainda vivem no local, por opção própria e mesmo assim são assistidas por profissionais da Secretaria Municipal de Gestão Social (SEMGES), que presta apoio por meio de doação de cestas básicas, produtos de higiene, assim como logística e outras iniciativas.

Além disso, a Defesa Civil faz um trabalho contínuo de acompanhamento dessas famílias e oferece ainda um abrigo na Vila Olímpica Roberto Marinho, com capacidade para receber 20 famílias que, por ventura, não tenham onde ficar nessas circunstâncias.

 

COMO PEDIR AJUDA?

A prefeitura orienta os moradores que se encontram em áreas de risco a entrar em contato com a Central de Atendimento 156. Após relatar a situação, uma equipe da Defesa Civil vai até o local para verificar as circunstâncias e prestar as devidas orientações. Se a família precisar ser transferida para a casa de um familiar ou até mesmo para o abrigo, é oferecido apoio logístico no transporte dos pertences.

 

PATRULHA DA CHUVA

Os serviços de manutenção e prevenção têm como prioridade os pontos críticos de alagamento. Entre os trabalhos executados estão: capina, catação, remoção de entulhos e galhadas e a raspagem de areia, dentro e fora das bocas de lobo. 

 

A prefeitura já percorreu mais de 40 bairros da cidade, seguindo o cronograma de mapeamento de cerca de 170 pontos críticos de alagamento. A estimativa é que já foram recolhidas cerca de 50 toneladas de lixo desde o início das ações, em abril.

 

DRENAGEM

As obras de drenagem em praticamente todos os bairros da cidade também contribuem para o escoamento mais rápido da água que antes, em alguns pontos da cidade, demorava dias para secar e após a execução das obras, em poucas horas a situação já está normalizada. De 2013 até hoje já foram feitos mais de 170km de drenagem, sendo que 90% das obras contemplam principalmente a zona oeste da cidade, mais afastada do Centro.

 

 

 

...

SEMCOM PMBV

Fotos: Andrezza Mariot/Leo Costa/Giovani Oliveira