Quarta, 05 Maio 2021 16:26

ADERR COM MAIS DE 50 MIL ATENDIMENTOS

Avalie este item
(0 votos)

A Aderr (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima), UDAs (Unidades de Defesa Agropecuárias) e EACs (Escritórios de Atendimento à Comunidade) em todos os municípios atuam em pontos de apoio ao produtor rural, que prestam serviços importantes para o trabalho no campo, na produção de alimentos de qualidade e na manutenção da sanidade animal.

Somente de janeiro a abril de 2021, foram realizados 50.133 atendimentos nas 15 UDAs e 15 EACs instaladas no interior do Estado. Todas elas possuem, para a realização dos serviços, uma equipe técnica que está preparada para resolver com precisão as demandas do produtor. São veterinários, agrônomos, técnicos agropecuários e servidores da parte administrativa.

Esses órgãos estratégicos para a defesa a agropecuária de Roraima são responsáveis por fazer o primeiro atendimento e garantir a presença do Estado, onde quase não há serviços públicos disponíveis para a comunidade local.

“O acesso fácil para a realização de vários serviços e a orientação técnica necessária para o manejo adequado da produção permitem ao produtor ter uma garantia de que está fazendo o trabalho certo para desenvolver com mais segurança suas ações no campo”, destacou Kelton Lopes, presidente da Aderr.

SEM VIR A CAPITAL

Com serviços disponibilizados no interior, produtor não precisa vir à capital. Diversos serviços são disponibilizados nas unidades do interior, evitando que o produtor rural ou pecuarista se desloque até a capital. Nas UDAs e EACs, o produtor rural tem à disposição serviços como emissão de DAS (Documento de Arrecadação Simples) ou GTA (Guia de Trânsito Animal), a ações de georreferenciamento, cancelamentos e recebimentos de GTAs de outros Estados, fiscalização em lojas e em eventos agropecuários, além das fiscalizações móveis e atendimentos de vigilância ativa - importantes ações de defesa animal.

Nestes órgãos também é possível verificar quantos são os produtores ativos, propriedades cadastradas inativas, novas propriedades cadastradas, novos produtores, propriedades de maior risco e animais vacinados contra brucelose.

Nas ações direcionadas ao combate da febre aftosa, as UDAs e EACs desenvolvem vários serviços, que são importantes para manter Roraima como status de área livre da doença. A equipe técnica pode autorizar venda de vacinas, advertência de notificação, lavrar termos de infração e multa, agendamentos, vacinação assistida, vacinação fiscalizada e visitas a propriedade inadimplente.