Segunda, 03 Maio 2021 17:51

CAI LOPES, ENTRA CASCAVEL

Avalie este item
(0 votos)

AINDA NA LUTA DE ENCONTRAR UM NOME CERTO PARA RESTABELECER, DE FATO, A SAÚDE, O governador Antonio Denarium muda, sedendo as pressões politicas, em especial a que vem do senador Mecias de Jesus, e tirou do comando da Sesau, Marcelo Lopes cai em meio ao trabalho que fazia de resgate da credibilidade da tão combalida saúd do Estado.

A posse ocorreu segunda, 3, e na escolha para assumir o lugar de Lopes, Denarium vai de Airton Cascavel, que como novo secretário de Saúde de Roraima. tem a missão árdua de dar ao povo roraimense a saúde que todos merecem, e para isto o governdaor muito se baseiou no currículo de Cascavel, devido a sua experiência política, e também no trabalho desenvolvido por ele junto ao Ministério da Saúde, quando esteve ao lado do ex ministro General Pazzuelo.

Denarium acredita que Cascavel tem o trâmite certo em Brasília para que a Saúde do Estado tenha mais recursos.

“O Cascavel foi assessor especial do ministro Pazzuelo. A equipe que eles montaram está lá. Ele conhece todo mundo, e isso pode nos ajudar a resolver alguns problemas como a aquisição de vacinas”, disse. O governador disse ainda que a principal missão nesse momento é a vacinação da população de Roraima.

“Temos que vacinar todos de Roraima. E se conseguirmos fazer com que as vacinas cheguem ao Estado com mais rapidez, vamos imunizar toda a nossa população. Ao mesmo tempo temos que continuar com a nossa política de entregarmos uma Saúde de melhor qualidade para todos”, complementou.

DESAFIO

O novo secretário Airton Cascavel agradeceu ao governador pela oportunidade de comandar a pasta mais complexa do estado. Disse que o recurso da saúde é sagrado e que se não fosse a experiência no Ministério da Saúde não teria aceito o convite.

Em seu discurso de posse, Cascavel pediu a colaboração de todos os servidores do Governo de Roraima.

“Se o governador me chamasse há um ano eu não aceitaria, por não estar preparado. No Ministério da Saúde eu aprendi muito, principalmente na gestão dos recursos. Recebo como missão divina. Que nós todos sejamos secretário da Saúde”, enfatizou.

APOIO E RECONHECIMENTO

Marcelo Lopes esteve na solenidade, e de cara limpa, mostrando que nos seus 11 meses como secretário pôde avançar muitos pontos positivos da saúde, porém, os desafios continuam, e ainda que não tenha mencionado diretamente, Lopes sabe, e bem como o governador, que sua exoneração se deu porque grupetos políticos dominam a pasta, atrapaham, jogam sujo, e fazem dali uma ntro de atos espúrios, e isto em parte vinha sendo combatido.

“O senhor foi o gestor mais honesto com quem já trabalhei em 20 anos de Roraima. Nunca me pediu para fazer nada errado, nomear ninguém ilicitamente. A palavra que tenho é gratidão por ter permitido que ajudasse o Estado. Hoje, eu saio em uma transição natural”, agradeceu Lopes, que é reconhecido por ser um grande articulador. 

Denarium explicou que toda mudança no primeiro escalão faz parte do processo público e afirmou que Marcelo Lopes sai “pela porta da frente”.

“Agradeço ao Marcelo Lopes pelo trabalho desenvolvido. Ele assumiu a Sesau em meio à pandemia e fez um trabalho muito importante. Aprovamos o PCCR da Saúde e fomos o único estado da Região Norte que não transferiu pacientes para outros estados. O Cascavel está sendo nomeado hoje, mas o Marcelo saí pela porta da frente”, disse.

O NOVO SECRETÁRIO

Natural de Capanema (PR), Antônio Soligo, mais conhecido como Airton Cascavel, estabeleceu-se em Roraima, em 1985, com a expansão das linhas de ônibus da empresa paranaense União Cascavel de Transporte e Turismo (Eucatur), onde trabalhou como assessor.

Aos 24 anos de idade, iniciou a carreira política como prefeito do município de Mucajaí, em 1988. Em 1990, renunciou ao cargo de prefeito para se candidatar a deputado estadual.

Participou da Assembleia Constituinte Estadual e presidiu a Assembleia Legislativa de Roraima. Em 1994 foi eleito vice-governador de Roraima.

Cascavel foi deputado federal por Roraima pelo PPB (atual Progressistas) entre 1999 e 2002.

Em 2002, foi eleito novamente, dessa vez como deputado estadual. Em 2007, foi Secretário de Desenvolvimento Agrário de Boa Vista. Ficou à frente da Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Femarh) por cem dias.

Recentemente, atuou como assessor especial do Ministério da Saúde.

 

...

Com Secom Gov de RR