Quarta, 10 Fevereiro 2021 09:06

ATENÇÃO NAS CORRIDAS COM APLICATIVOS

Avalie este item
(0 votos)

Motivada pela recorrência de crimes contra os motoristas de aplicativos em Boa Vista, a PCRR (Polícia Civil de Roraima) faz um alerta à população para que evite solicitar corrida de aplicativos para desconhecidos. Essa prática tem se tornado comum e geralmente termina em crimes como roubo, sequestro e homicídio dos motoristas.

De acordo com a delegada Simone Arruda, titular do 3º DP (Distrito Policial), o crime tem obedecido a uma ordem de planejamento. Ela explica que alguns criminosos, logo após a prática do delito, para sua rota de fuga usam veículos acionados por aplicativos, mas pedem apoio de terceiros, para não serem identificados.

“O criminoso busca locais que tenham uma frequência de pessoas, como bares ou conveniências, e se aproxima de alguém perguntando se essa pessoa pode chamar um motorista pelo celular dela, alegando que seu aparelho não tem o aplicativo”, explicou.

Conforme a delegada, a corrida então é feita em nome da pessoa que efetuou o pedido e que ficou registrado na plataforma.

“Nesse momento a pessoa inocente, com intuito de ajudar, faz a solicitação via celular no aplicativo e o motorista vem para fazer a corrida. E quando entra no carro, o criminoso então executa o crime. Ele rouba, sequestra e, em alguns casos, até mata o motorista”, detalhou.

A delegada observou ainda que durante as investigações foi constatada essa forma de atuação dos criminosos, para evitar serem identificados pela Polícia.

“Percebemos que as informações que ficam registradas são de pessoas que nunca nem viram o criminoso, mas que o ajudaram solicitando a corrida. Essa pessoa acaba se tornando uma vítima também, mas é necessário que a sociedade tenha conhecimento que pode estar cooperando para que crimes sejam praticados”, alertou.

Segundo a delegada, já houve registro em que o motorista de aplicativo foi acionado e, quando chegou ao destino, foi orientado a transportar determinado produto para ser entregue em outro endereço e, posteriormente, descobriu que o produto era furtado.

“Neste caso o ladrão que solicitou o motorista por aplicativo de terceiros nem chegou a ser identificado. Quem foi identificado foi a pessoa que chamou o motorista, o próprio motorista e até mesmo o receptador”, explicou.

A recomendação da delegada é que as pessoas evitem realizar este tipo de pedido a desconhecidos e, em alguns casos, até para conhecidos.

“O que a gente pede é que a população não solicite motorista por aplicativos para terceiros. Se vai pedir corrida por aplicativo, que faça de forma consciente sabendo que pode arranjar um problema pessoal para ela, que estará envolvida no processo, e também que pode colocar a vida daquele motorista em risco”, observou a delegada. Outra recomendação, desta vez dada aos motoristas, é para que eles não deixem de seguir as normas de segurança que os próprios aplicativos recomendam.

“Medidas como confirmar se a pessoa que embarcou é a mesma que solicitou a corrida e até o código de confirmação que o sistema pede, podem ajudar os motoristas a não serem vítimas desse crime”, complementou a delegada.

 

 

...

 

SECOM GOV DE RR