Quinta, 11 Junho 2020 07:35

Como organizar sua casa para o home office

Avalie este item
(0 votos)

Arquiteta dá dicas para deixar os ambientes mais confortáveis, harmoniosos e propícios a uma rotina de trabalho saudável

Passar todo o tempo do dia dentro de casa tem sido um desafio, sobretudo para aqueles que moram em apartamentos pequenos. Conciliar os espaços de convivência em família com um ambiente reservado para o trabalho, a princípio, pode parecer impossível. Mas, segundo a arquiteta da construtora Emccamp Residencial, Isabella Souza, algumas dicas simples podem fazer toda a diferença. A primeira delas é que o local escolhido para a realização das atividades proporcione uma ergonomia adequada, com cadeira que dê estabilidade e descanso à coluna.

“Ter uma mesa é indispensável, já que sentar na cama ou no sofá podem causar danos à saúde do corpo. Ela não precisa ser grande, mas deve ter espaço suficiente para caber o computador de frente e na mesma direção de quem estiver sentado. Se colocada no quarto, a cama pode servir de apoio para outros materiais menos essenciais”, explica. Itens como organização, iluminação e cores podem fazer toda a diferença para o ganho de produtividade.

Organização e privacidade

Com espaço reduzido, é comum que a maioria dos apartamentos não tenha armários específicos para os documentos, papéis de rascunho e demais itens de trabalho. Mas, a organização pode contribuir com a amplitude espacial e, inclusive, dar a sensação de mais clareza de ideias e melhorar o desempenho. Uma dica simples e barata é investir nas caixas organizadoras, gaveteiros ou até mesmo prateleiras. “Quando trabalhamos em um ambiente organizado, fica mais fácil encontrar os itens de que precisamos, ganhando agilidade e despendendo menos energia”, explica a arquiteta. 

Outra dica que pode melhorar a sensação de privacidade em locais compartilhados é utilizar divisórias do tipo biombo, que podem ser guardadas quando estiverem fora de uso. “Seja na sala, no quarto ou na cozinha, o importante é ter um local silencioso e passível de isolamento, caso você precise fazer uma videoconferência, por exemplo”.

Iluminação

O ambiente iluminado não só contribui para o bom desempenho intelectual, como preserva a saúde de quem passa horas na frente do computador. “A baixa luminosidade pode provocar dor de cabeça, cansaço e irritação dos olhos. Mas é importante que a claridade seja homogênea e controlada, evitando reflexos indesejados que atrapalhem a visibilidade diante da tela”, diz Isabella. Se estiver em cômodos com baixa incidência da luz solar, é recomendável fazer uso da iluminação artificial com lâmpadas de tonalidade branca neutra. As lâmpadas de cores amareladas tornam o local aconchegante e, consequentemente, amenizam a disposição para o trabalho. Elas podem ser utilizadas como auxiliares, em abajures ou em sancas.

Cores

As cores frias e sóbrias nas paredes, como azul, verde e violeta, tendem a estimular as tarefas de concentração, enquanto as cores mais quentes como amarelo, vermelho e laranja estimulam a criatividade. Porém, se o ambiente for pequeno, as paredes em tonalidades neutras e claras darão a sensação de maior amplitude. “Um recurso para aparentar mais espaço é o uso dos espelhos. Só tenha cuidado para não colocar de maneira que dê reflexos em sua mesa ou computador”, ressalta.

Para a arquiteta, não é necessário morar em um apartamento grande, com muitos cômodos, para conseguir separar a rotina doméstica, do lazer e do trabalho. “Um pouco de disciplina e pequenas adaptações podem fazer a toda a diferença”, diz. Independentemente do recurso utilizado, é importante que o ambiente tenha a personalidade do seu morador, para que ele se sinta bem e em harmonia para efetuar a rotina da melhor maneira possível.

...

Por Fernanda Teixeira

Relacionamento com a Imprensa

Rede Comunicação de Resultado