Quarta, 10 Novembro 2021 11:17

BATORÉ SENTINDO A PRESSÃO, COMEÇA A CEDER

Avalie este item
(0 votos)

Sem menção à sabatina de André Mendonça, Alcolumbre promete destravar votações na CCJ do Senado

Comissão retomou a se reunir, após quase 50 dias, na última terça-feira; indicação de Bolsonaro para o STF foi feita há quase quatro meses

  • Por Jovem Pan

Depois de quase 50 dias, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal voltou a se reunir na última terça-feira, 9. Na retomada, o presidente da comissão, Davi Alcolumbre (DEM-AP) não fez nenhuma menção à sabatina de André Mendonça.

O parlamentar sofre pressões para marcar a oitiva com o indicado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) à vaga aberta no Supremo Tribunal Federal (STF).

A sessão desta terça-feira, 9, foi feita em tempo recorde, com duração de apenas oito minutos. Alcolumbre prometeu destravar as votações na CCJ: “Há, por parte de alguns senadores, uma cobrança que a gente pode deliberar naturalmente as matérias e projetos de lei que estão em tramitação na CCJ, eu concordo plenamente. Vamos resgatar pautas remanescentes que já tinham sido incluídas em pautas, projetos importantes, alguns terminativos, e vamos acrescer de propostas que foram solicitadas pelos líderes, tanto na reunião do colégio de líderes quanto em documentos oficializados com itens remanescentes da sessão anterior e propostas novas que foram solicitadas pelos líderes partidários”, disse.

David Alcolumbre marcou uma sessão extraordinária para as 9h30 desta quarta-feira, 10. Na última terça, os parlamentares aprovaram emendas referentes ao orçamento de 2022. Agora, os textos serão encaminhados à Comissão Mista do Senado, que discute as projeções de gastos.

O relator do tema na CCJ, Eduardo Braga (MDB-AM), foi o único a fazer o uso da palavra além de Alcolumbre: “As indicações contemplam as programações orçamentárias variadas e estão relacionadas em quadro anexo a este parecer, com número atribuído a cada proposta de emenda pela secretaria desta comissão. Este é o relatório. Análise: não foram apresentadas indicações de emendas ao texto, nem de emenda de remanejamento”, pontuou. Depois dos esclarecimentos de Braga, Alcolumbre encerrou a sessão.