Quarta, 15 Setembro 2021 10:44

SENADORZINHO ABUSA E IGNORA SABATINA PRO STF

Avalie este item
(3 votos)

Na CCJ, Alcolumbre ignora apelos por sabatina de André Mendonça

Senador Alessandro Vieira perguntou quais as ‘razões republicanas’ para que comissão não receba o indicado por Bolsonaro; presidente da CCJ limitou-se a dizer que não há definição

  • Por Jovem Pan

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), segue irredutível quanto ao agendamento da data de sabatina de André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para a cadeira do ministro Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal (STF).

]No início da sessão desta quarta-feira, 15, o parlamentar foi cobrado pelos seus pares para marcar uma data da sessão, mas ignorou os apelos e limitou-se a dizer que não há nada definido.

Líder do Podemos na Casa, o senador Alvaro Dias (Podemos-PR) afirmou que “há um dever a ser cumprido pelo Senado Federal, especialmente pela CCJ”.

“Nós não podemos ser responsabilizados por um eventual impasse que venha a ocorrer no Supremo, com um empate de 5 a 5 em determinadas circunstâncias”, disse o parlamentar. Dias foi apoiado pelos senadores Espiridião Amin (PP-PR), Soraya Thronicke (PSL-MS) e Eliziane Gama (Cidadania-MA).

“Ainda não há uma data prevista para a sabatina do indicado”, respondeu Alcolumbre. Líder do Cidadania no Senado, Alessandro Vieira (Cidadania-SE) subiu o tom e foi mais enfático: “Solicito que Vossa Excelência expresse quais são as razões republicanas para que se tenha o maior retardo da história na realização da sabatina do indicado”.