Sábado, 28 Agosto 2021 08:23

Twitter - ‘São censores e covardes’

Avalie este item
(0 votos)

Twitter classifica comentário de Fiuza como ‘enganoso’ e Augusto comenta: ‘São censores e covardes’

Jornalista e comentarista da Jovem Pan questionou a vacinação obrigatória contra Covid-19 no RJ nas redes sociais

  • Por Jovem Pan

Nesta sexta-feira, 27, o jornalista e comentarista da Jovem Pan, Guilherme Fiuza, teve um de seus tweets marcado como ‘enganoso’ pela administração do Twitter. Em sua postagem, Fiuza diz o seguinte: “O prefeito do RJ Eduardo Paes construiu uma ciclovia q desabou matando pessoas. Agora ele tornará obrigatória uma vacina sem estudos conclusivos p/ riscos graves como miocardite, trombose e neuropatias (e q não impede o contágio). Vcs vão ficar assistindo a nova experiência dele?”.

A plataforma indica que a postagem tem conteúdo enganoso e remete para a importância da vacinação contra a Covid-19. Durante o programa ‘Os Pingos nos Is’, no qual Fiuza é comentarista, Augusto Nunes saiu em defesa do colega de bancada e afirmou que a plataforma é cheia de ‘censores, covardes e arrogantes’. 

“O Twitter está totalmente aparelhado, como outras plataformas, e aparelhados por anônimos. Eu tive um problema com o Twitter, alguém incluiu uma postagem sobre Lula, não fui eu quem escreveu. Eles me interpelaram e eu disse que não tinha escrito aquilo, eu tirei. Esperei mais de um ano para que eles fizessem a verificação. Eles são censores e covardes. São arrogantes, deliberam sobre o que desconhecem, tratam um jornalista de altíssima qualidade como é o Guilherme Fiuza e merecem a qualificação de ‘cracolândia da internet'”, disse Augusto Nunes. Ana Paula também comentou que a rede social é ‘o novo ministério da verdade’.

“É inacreditável isso que o novo ministério da verdade das redes coloca como o que é verdadeiro ou falso, dependendo de como eles querem julgar, sem o menor apoio da ciência”, comentou.