Sexta, 27 Agosto 2021 22:06

Governistas garantem votos para aprovar Mendonça

Avalie este item
(0 votos)

Apesar da resistência de Alcolumbre, governo diz ter votos para aprovar Mendonça ao STF

Aliados do Palácio do Planalto trabalham agora para que o presidente da CCJ paute a sabatina do ex-AGU o quanto antes

  • Por André Siqueira

Apesar da resistência do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), que preside a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e é responsável por pautar a sabatina de André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para a vaga do ministro Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal (STF), o Palácio do Planalto diz ter os votos suficientes para aprovar o nome do “terrivelmente evangélico” como novo integrante da Corte. Nos últimos dias, o ex-advogado-geral da União conquistou apoios importantes.

Agora, aliados do governo trabalham para que Mendonça seja sabatinado o quanto antes.

Como a Jovem Pan mostrou, depois de o Senado aprovar a recondução de Augusto Aras para mais um mandato de dois anos à frente da Procuradoria-Geral da República (PGR), a bancada do Partido Liberal (PL), formada por quatro senadores, emitiu uma nota, na terça-feira, manifestando “irrestrito apoio” a Mendonça.

No dia seguinte, ele participou de um jantar com a bancada do PSD, a segunda maior do Senado. No encontro, que aconteceu na casa do senador Lucas Barreto (PSD-AP), em Brasília, o indicado por Bolsonaro ouviu a legenda fechar questão favorável a sua ida ao STF. O governo também conta com o voto favorável da maioria dos membros do PP, o partido de Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil – o Progressistas possui sete senadores.