Quinta, 10 Junho 2021 05:38

BOLSONARO FALA DAS FRAUDES SOBRE MORTES POR COVID

Avalie este item
(0 votos)
Por PODER360/

 

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta 4ª feira (9.jun.2021) que, quando retiradas “fraudes” na notificação, o Brasil foi o país com menor número de mortes por milhão de habitantes causadas pela covid-19 em 2020. Segundo ele, isso ocorreu por conta do “tratamento precoce” da doença, prática não reconhecida e rejeitada por especialistas. A declaração, sem provas, foi feita em um culto evangélico realizado em Anápolis (GO). Bolsonaro também voltou a afirmar que houve supernotificação das mortes pelo vírus em 2020.

Se nós retirarmos as possíveis fraudes, nós vamos ter em 2020, ou melhor, teremos em 2020 sim, o Brasil com o menor número de mortes por milhão de habitantes por causa da covid. Que milagre é esse? O tratamento precoce. Quem aqui tomou hidroxicloroquina? Querem prova maior? Eu tomei. Outros tomaram ivermectina. Outros em estado mais grave, alguns poucos porque é difícil encontrar no Brasil, [tomaram] a proxalutamida“, declarou.

 

Ao defender medicamentos sem qualquer eficácia comprovada contra a doença, o chefe do Executivo disse que as vacinas contra a covid-19 são de caráter “experimental“. Os imunizantes aplicados no Brasil, contudo, foram aprovados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que analisa a segurança e eficácia das vacinas.

E eu pergunto: a vacina tem comprovação científica ou está em estado experimental ainda? Está [em estado] experimental. Nunca vi ninguém morrer por tomar hidroxicloroquina, em especial na região amazônica“, disse. “Não veio da minha cabeça o que eu falo sobre essa doença, veio de conversas com pessoas que realmente se preocupam com pesquisas sobre o assunto”, afirmou.

O presidente voltou a citar o TCU (Tribunal de Contas da União) e a existência de uma “tabela“, produzida por seus auxiliares, que comprova a supernotificação de mortes pelo vírus no ano passado. A própria corte de contas emitiu nota negando a existência de um relatório oficial com essa informação, como mencionado por Bolsonaro. Nesta 4ª feira, o TCU afastou o auditor que fez o documento paralelo e com dados não comprovados, que tem sido citado pelo presidente.

CULTO

Boslonaro participou nesta tarde do Culto Interdenominacional das Igrejas de Anápolis (GO). Além de lideranças evangélicas, também acompanharam o presidente os ministros Onyx Lorenzoni (Secretaria Geral) e Milton Ribeiro (Educação), além dos deputados Vitor Hugo (PSL-GO), ex-líder do Governo na Câmara, e Daniel Freitas (PSL-SC). O culto foi conduzido pelo pastor Thiago Cunha, da igreja Church in Connection.

Os evangélicos são parte da base de apoio de Bolsonaro. Em abril, Vitor Hugo intermediou um encontro no Palácio do Planalto entre o presidente e líderes evangélicos de Anápolis (GO). No dia 12 de maio, Bolsonaro foi anfitrião de um café da manhã no Planalto com a bancada evangélica do Congresso e ministros.

 

...

Reprodução/TV Brasil