Segunda, 24 Maio 2021 08:59

GENERAL NA MIRA DE UMA SANÇÃO

Avalie este item
(0 votos)

Exército deve adotar sanção contra Eduardo Pazuello

General participou de ato político...No Rio, foi a evento com Bolsonaro

Por 

O Comando do Exército deve adotar na 2ª feira (24.mai.2021) medidas administrativas e/ou disciplinares contra o general Eduardo Pazuello. Ex-ministro da Saúde, ele participou de ato político neste domingo (23.mai) com o presidente Jair Bolsonaro, no Rio.

A decisão sobre alguma sanção, que é dada como quase certa, será anunciada pelo comandante do Exército, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira.

 

Pazuello é general de 3 estrelas e está na ativa. Já havia desconforto quando ele aceitou, nessa condição, assumir o Ministério da Saúde. Agora, a situação se agravou por causa da manifestação dominical na capital carioca. 

Neste domingo, ao lado de Bolsonaro, o general ouviu novamente o presidente usar a expressão “meu Exército”, que causa desconforto entre integrantes da Forças Armadas. “Meu Exército jamais irá às ruas para manter vocês dentro de casa”, foi a frase do presidente.

O comando das Forças Armadas no Brasil acostumou-se nas últimas 3 décadas a sair do protagonismo político, depois do fim do regime militar (1964-1985).

Há regras rígidas a respeito de não envolvimento em atos políticos para oficiais que estão na ativa. Por essa razão, a participação de Pazuello no passeio motociclístico no Rio deve requerer necessariamente alguma manifestação do Comando do Exército.

O receio é de que, se não houver nenhuma reação, as Forças Armadas possam passar um sinal equivocado às tropas e, no limite, levar a atos de insubordinação de militares de patentes inferiores, até mesmo com a aderência a movimentos políticos, inclusive na oposição.