Imprimir esta página
Segunda, 08 Março 2021 10:23

Hospital da Criança arrecada mais de 6 toneladas em alimentos.

Avalie este item
(0 votos)

 

Os alimentos foram doados pelos funcionários da instituição com o objetivo de ajudar famílias com dificuldades financeiras. As cestas básicas serão encaminhadas para três instituições do DF que serão responsáveis por encaminhá-las para as famílias vulneráveis.   

 

O projeto idealizado pela equipe de funcionários do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) surpreendeu ao arrecadar, em 15 dias, mais de 6 toneladas de alimentos. A ideia surgiu no começo de fevereiro, mas se consolidou no dia 17/2 quando o HCB começou a receber as doações. Os funcionários do hospital se mobilizaram em uma rede de solidariedade para comprar alimentos e realizar as doações.

 As equipes de todos os setores do HCB, inclusive parte dos funcionários terceirizados do hospital, se uniram com o objetivo de comprar o maior número de cestas básicas possíveis. Funcionários convenceram até mesmo a rede de atacadistas a doar algumas cestas para o projeto.

“Esse ano o HCB está completando 10 anos de existência e todo mês estamos realizando uma iniciativa, mas a maioria é de ações internas para ativação de alguns serviços no Hospital. Contudo, acompanhando as notícias com tanta gente passando necessidade, sem ter a ajuda do auxílio (emergencial) que no ano passado foi o sustento de muitos brasileiros, decidimos fazer algo para tentar ajudar”, conta o superintendente do hospital Renilson Rehem.

 O número de alimentos doados foi o suficiente para montar 543 cestas básicas que serão entregues a três instituições que atuam em Brasília. Depois disso, as ONGs irão atender as famílias mais vulneráveis do DF. A data marcada para o HCB entregar as cestas básicas para as organizações é dia 8 de março. Um dia simbólico, segundo Renilson Rehem.
 “Decidimos entregar essas cestas no Dia Internacional da Mulher, porque a chefe familiar da maioria dessas famílias são mulheres que carregam essa função e esse fardo. Dividimos o valor do frete entre a nossa equipe e amanhã (8/3), em uma corrente humana, vamos carregar o caminhão com as cestas”, revela.

O superintendente confessa que a mobilização e dedicação dos funcionários do HCB superou as expectativas. “É muito triste uma mãe ver um filho chorando porque não tem o que comer. Por isso, tivemos essa iniciativa, que na verdade é a primeira tentativa de fazer um projeto desse tipo, não sabíamos o que esperar. Em geral, toda a equipe é muito sensibilizada porque atendemos sempre crianças, vivemos essa situação de internação durante a pandemia, por exemplo. Mas ainda assim, a solidariedade tão grande foi uma surpresa feliz”, pontua.

Para Renilson Rehem a ação pode até não conseguir ajudar a todos que precisam, mas poderá fazer a diferença em muitas famílias. “Apenas isso não resolve o problema de desemprego e fome que temos no país. Mas a maior lição é que podemos fazer, todos, um pouco para diminuir muito a dor do mundo”, finaliza.

Conheça as instituições

A arrecadação de alimentos começou no dia 17/2 e foi até 5/3. As cestas serão transferidas para três instituições do DF, entre elas o Centro Socioeducativo Santo Aníbal Maria que atende famílias da Estrutural, Recanto das Emas, Santo Antônio do Descoberto, Ceilândia, Samambaia e também moradores de rua.

 A responsável pelo Centro, Diane Galdino, contou que a situação de diversas crianças durante a pandemia está crítica. “Nós não paramos de funcionar e tentamos de toda maneira proporcionar auxílio a essas pessoas. Muitas vezes são sete a oito familiares que convivem em um local de dois cômodos apenas. Atendemos 350 crianças em situação de risco e ainda assim são inúmeros os pedidos que recebemos de idosos, moradores de rua e outros vulneráveis”, explica.


Diane revela que diversas crianças não conseguem fazer uma refeição completa em casa e por isso o Centro pretende, a partir do dia 15/3, começar a entregar marmitas a cerca de 50 crianças. “São pessoas totalmente vulneráveis e que precisam de ajuda. Essa doação do HCB veio em uma ótima hora. Um envio de Deus que receberemos, será multiplicado e se tornará pão para essas famílias”, salienta Diane.
As outras duas instituições que serão beneficiadas são a Aldeias Infantis SOS que atende 58 famílias de refugiados e a Enlace que atende famílias de São Sebastião.