Quarta, 16 Janeiro 2019 10:44

WILSON GARANTINDO A DESBUROCRATIZAÇÃO PARA AM

Avalie este item
(0 votos)

...Paulo Guedes garante a governador Wilson Lima apoio para desenvolver novas matrizes econômicas...

REDAÇÃO AgênciaNorte

www.agnorte.com.br 

Um encontro que serviu para obter duas certezas do governo federal. Um que existe, sim, diferente sentimento de que o Amazonas, o Norte em si, passará a ter um novo olhar. Dois é que o nosso maior produto de geração de empregos, a Zona Franca de Manaus terá ainda seu tratamento diferenciado. E quem deu todas essas garantias foi o homem mais forte do ministéio do presidente Jair Bolsonaro - o seu ministro de Economia Paulo Guedes afirmou ao governador Wilson Lima, em encontro nesta terça, 15 - Brasília (DF).

Segundo Wilson, o que se foi buscar é desburocratização dos atos para facilitar o desenvolvimento de novas matrizes econômicas no Amazonas, algo que o minstro Guedes indicou que o Amaoznas deve se empenhar mais nisto.

Nesta passagem por Brasília, Wilson Lima teve ainda encontros com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni; com a diretoria do Banco do Brasil e com Carlos Alexandre Costa, titular o titular da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec), órgão ao qual a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) passou a ser vinculada com a criação do Ministério da Economia.

“Foram encontros muito positivos, começando com a Sepec, onde está a Zona Franca, e onde tivemos o comprometimento de agilizar PPBs (Processos Produtivos Básicos), que deviam durar 120 dias e hoje demoram até dois anos. Fomos ao Banco do Brasil, que se mostrou solícito em ajudar o Amazonas em alguns segmentos econômicos, principalmente sul do estado, e reunimos com o ministro Onyx, que é muito sensível à desburocratização e em agilizar a pavimentação da BR-319”, afirmou Wilson Lima.

ZFM

Do encontro com Paulo Guedes, o governador destacou que há o entendimento dele, ou seja, do governo federal, do compromisso de se manter os empregos no Polo Industrial de Manaus (PIM), dando ao apoio que aí existe.

“Já tínhamos tido um contato inicial com o ministro Paulo Guedes e hoje tivemos a oportunidade de sentar e expor pontos de vistas e preocupações do estado do Amazonas, principalmente com a Zona Franca de Manaus, uma vez que há a excepcionalidade do modelo. Há do ministro o comprometimento de que os empregos que são gerados pelo PIM não serão afetados, mas que é importante que a gente comece a explorar novas matrizes econômicas e garantir a geração de novos empregos”, disse o governador, ao afirmar também que não há sinalização de mudança no Decreto 9.682/2019 por parte do Governo Federal, mas que há o compromisso de manter incentivos da Sudam.

NOVO MOMENTO

Wilson Lima enfatizou, ainda, que o Brasil e o estado do Amazonas vivem uma nova conjuntura que propicia mudanças efetivas na economia. “O Amazonas é um Estado que tem um potencial muito grande, por exemplo, de tornar o Brasil autossuficiente na produção de fertilizantes, com a exploração do potássio, e na exploração do gás natural. E há a garantia do Governo Federal de fazer trabalho de desburocratização para que a gente possa avançar consideravelmente”, acentuou.

A piscicultura e o turismo, as novas frentes. “Vamos apoiar e incentivar para diversificar as atividades econômicas, não podemos viver só da Zona Franca de Manaus, que é intocável, mas precisamos desenvolver outras matrizes. Hoje há um descompasso, com 88% das atividades concentradas no Polo Industrial de Manaus e só 12% nos outros municípios”, frisou o governador.

CONVITE

Wilson Lima aproveitou o encontro como mais forte ministro, e convidou Paulo Guedes para participar da primeira reunião do ano do Conselho de Administração da Suframa (CAS), agora e no meio do ano o ministro também ir poder conhecer o maior Festival de Bois, em Parintins. 

Em fevereiro, o governdo Amazonas deve retornar a Brasília para o Encontro de Governadores, e o Norte estará se reunindo com o presidente Jair Bolsonaro, todos com suas demandas, onde saúde e segurança, além de educação forma a trinca que mais se pde ajuda do governo federal.

Fotos: Diego Peres