Quarta, 03 Agosto 2022 08:56

JUSTIÇA RECEBE OS NOMES DOS REPROVADOS

Avalie este item
(1 Votar)

...Presidente do TCE-AM entrega os nomes de gestores que tiveram contas reprovadas nos últimos 8 anos...

MAIS QUE OBRIGAÇÃO, SERVE COMO BALIZADOR NÃO SÓ DA JUSTIÇA ELEITORAL, MAS, TAMBÉM, PARA QUE POPULAÇÃO FIQUE CIENTE DO TRABALHO DE CADA PREFEITURA, e bem como estão agindo cada prefeito com os recursos público. Desta forma, o presidente Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), conselheiro Érico Desterro entregou ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), desembargador Jorge Lins a lista com nomes de gestores que tiveram as contas reprovadas pela Corte de Contas.

É mais um trabalho que vem auxiliar a Justiça Eleitoral na análise de registro de candidaturas às eleições deste ano. Na listagem, que contém avaliação dos últimos oito anos, há 356 reprovações de contas, e os nomes de alguns gestores se repetem mais de uma vez.

Lastimável!

A entrega foi feita nesta terça, 2, numa solenidade que aconteceu ​no auditório do​ Fórum Eleitoral, ao lado da sede do​ Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, e contou também com a presença da procuradora Regional Eleitoral, Catarina Mendes, e do procurador-geral de Justiça, Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior.

"Apesar de estar prevista em lei, essa é uma ação cidadã realizada pela Corte de Contas. O papel do Tribunal de Contas é apresentar os nomes desses gestores que possuem reprovações nas contas, no entanto, a decisão de tornar ou não essas pessoas inelegíveis é uma prerrogativa do próprio TRE-AM", explicou o conselheiro-presidente do TCE-AM, Érico Desterro.

FICHA LIMPA

A lista é utilizada com base na Lei da Ficha Limpa, que leva em consideração o julgamento do TCE para avaliar a elegibilidade dos candidatos. Todos os nomes contidos na listagem são de gestores que tiveram processos transitados em julgado, que não cabe mais recurso com efeito suspensivo.

Os documentos emitidos pelo Tribunal de Contas poderão servir tanto para impugnação de candidaturas, como também na posterior cassação do mandato, além de contribuir para a sociedade na escolha de candidatos que tiveram responsabilidade com o patrimônio público.

"Este é um ato de cidadania que está totalmente de acordo com um princípio fundamental nas eleições que é a busca pela transparência e que será de fundamental importância para definir aqueles que podem e que não podem ter a candidatura registrada. Agradeço ao conselheiro Érico Desterro que nós procurou para fazermos essa audiência pública apresentando a entrega dessa lista", destacou o presidente do TRE-AM, Desembargador Jorge Lins.

ENTREGA PREVISTA DA LEI

Jorge Lins também agradeceu ao presidente do TCE -AM quanto a disponibilização da Corte de Contas de técnicos do Tribunal de Contas para apoiar a realização das eleições no Amazonas.

A ação de entrega da lista segue a Lei Federal 9.504/1997, que determina que os Tribunais e Conselhos de Contas devem disponibilizar à Justiça Eleitoral relação dos que tiveram suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável e por decisão irrecorrível do órgão competente, ressalvados os casos em que a questão estiver sendo submetida à apreciação do Poder Judiciário, ou que haja sentença judicial favorável ao interessado.

Todos os nomes contidos na listagem são de gestores que tiveram processos transitados em julgado, que não cabe mais recurso com efeito suspensivo.

A listagem ficará disponibilizada, em PDF, no portal do TCE (tce.am.gov.br) no link cidadão.

 

 

...

ASCOM TCEAM