Sexta, 11 Março 2022 10:03

DAVID QUER MORADOR DE RUA FORA DAS RUAS

Avalie este item
(1 Votar)

Prefeitura de Manaus busca áreas para atendimento a pessoas em situação de rua no Centro

UMA INTENÇÃO QUE É HUMANITÁRIA E SOCIALMENTE NECESSÁRIA PARA ATENDER A PESSOAS QUE HOJE VIVEM HÁ ANOS NAS RUAS DE MANAUS,  e em especial áreas do Centro da Cidade, e para aproveitar o trabalho de mapeamento realizado pela Prefeitura para dar suporte aos projetos do “Nosso Centro”, lançado pelo prefeito David Almeida, o diretor-presidente do Implurb, engenheiro Carlos Valente, e a secretária da Semasc, Jane Mara Moraes, visitaram possíveis locações para abrigar estruturas provisórias que vão servir para atender com alimentação e higienização, além de oferecer mais dignidade às pessoas que hoje ocupam as praças da Matriz e dos Remédios e o Paço Municipal. 
 
Esta atenção em atender pessoas em situação de rua, a Prefeitura de Manaus via articulações da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), faz vistorias no Centro histórico da Capital.
 
Os técnicos da Prefeitura estiveram nesta quinta,10, em áreas que podem servir de ponto de apoio para atendimento e sensibilização da população em vulnerabilidade.

“Identificamos, pelo serviço de abordagem social, um contingente grande de pessoas em situação de rua no Centro. Com o Implurb estamos buscando um local onde possamos instalar uma base provisória, com o uso de contêineres, para que sirva de atendimento a essa população. As pessoas receberão orientação quanto aos seus direitos, terão os dados inseridos no Cadastro Único e receberão alimentação e serviços de higienização, troca de roupa, banho, e o que mais for necessário para garantir sua reinserção no convívio com a família e a sociedade em geral”, explicou a secretária. 

MORADIA E EMPREGO

A Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) também será acionada para que possa oferecer vagas de inserção aos trabalhadores, no mercado profissional e possíveis cursos de capacitação.

Dados oficiais do Cadastro Único indicam que existem 857 pessoas em situação de rua na capital. A proposta com a locação de um atendimento específico no Centro é levar o serviço mais próximo a quem necessita e identificar se esse contingente é maior do que os números oficiais. 

“A partir desta identificação vamos trabalhar no processo de acompanhamento a partir da nossa rede e programas sociais oferecidos pela Prefeitura de Manaus”, adiantou Jane Mara. 

O diretor-presidente do Implurb, engenheiro Carlos Valente, disse que a prefeitura está atuando em várias frentes, com a elaboração de projetos para o “Nosso Centro”, mas sem esquecer de cuidados essenciais com o entorno e com a população que reside e ocupa o território. “As intervenções com obras são necessárias para reabilitar o Centro, mas é preciso cuidar desta população, levar assistência necessária e por isso a integração entre as secretarias é essencial”, comentou Valente.

 

 

 

— — —

Com SEMCOM PMM

POR Claudia do Valle / Implurb