Imprimir esta página
Terça, 08 Março 2022 09:28

MANAUS - LISBOA, RETOMADA

Avalie este item
(1 Votar)

…Comissão de Turismo da Aleam reforça articulações por retomada de voos Manaus-Lisboa…Os voos estão suspensos há mais de três anos…

O Estado do Amazonas poderá em breve ter de volta o voo direto entre Manaus, capital do Amazonas e Lisboa, Portugal. Uma reunião nesse sentido foi realizada, hoje (07), na sede da Amazonastur com o diretor-presidente da instituição, Sérgio Litaiff, o presidente da Câmara de Comércio Portuguesa, Joaquim Silva e o presidente da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Tony Medeiros (PSD). Uma nova reunião sobre o mesmo tema acontecerá na quinta-feira (10) em São Paulo.

De acordo com o presidente da Amazonastur, Sérgio Litaiff, a reunião foi bastante proveitosa, pois foram discutidos os pontos positivos e as dificuldades de se trazer de volta o voo da Transportes Aéreos Portugueses (TAP), bem como as parcerias que podem viabilizar a retomada do trajeto. “Estamos trabalhando incessantemente para construir o retorno deste voo Manaus - Lisboa. Teremos uma reunião na quinta-feira com o novo CEO da TAP lá em São Paulo e estamos muito otimistas. Temos a determinação do Governador Wilson Lima de trabalhar para que tenhamos o retorno desse voo e fazer essa ligação direta com a Europa”, afirmou.

Para Tony Medeiros a retomada dos voos representa pontos positivos para o turismo e para a economia do Amazonas. “Voltar com os voos da TAP para Manaus será um ponto muito positivo para o Amazonas. Essa ligação entre Manaus e a Europa, por via aérea, pode representar também uma ponte de bons negócios. Queremos os turistas portugueses e europeus, além dos conhecimentos de quem tem longa experiência com a atividade turística”, disse.

O presidente da Câmara Portuguesa de Comércio do Amazonas, Joaquim Silva, informou que a Câmara pode encabeçar uma grande mobilização para atrair turistas portugueses para o Amazonas e avalia que o voo para a Europa também será positivo para os amazonenses que levam no mínimo 13 horas no trajeto até Portugal, chegando a mais de 24h em alguns casos. “O voo para a Europa seria importante não só para turistas, mas também para os amazonenses possam viajar para a Europa com outra facilidade. Fazer um voo de 9h é muito diferente de fazer um voo de quase 48h quando a pessoa tem que ir daqui para São Paulo ou para Brasília, isso torna o voo muito cansativo e muito caro”, disse Silva que também defende o transporte de pequenas cargas nos voos comerciais.

 

 

 

ASSESSORIA

Texto: Caubi Cerquinho
Foto: Rodrigo Brelaz