Segunda, 07 Março 2022 18:02

GRITO DE PARINTINS SE JUNTA A CPI

Avalie este item
(2 votos)

…BRENA DIANNA ENDOSSA CPI DA ENERGIA ELÉTRICA…Vereadora de Parintins defende serviço de qualidade com preço justo

O PAPEL DA CPI DA ENERGIA QUE A ALEAM - ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO AMAZONAS IMPLANTOU, E TEM IDO AO INTERIOR, e de forma itinerante ouvindo os moradores dos municípios, tem servido para confirmar a mazela em que se encontra o Estado com os serviços oferecidos pela AM Energia, e nesta segunda, 7, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) esteve na Câmara Municipal de Parintins para ouvir os reclames daquela população.

O presidente da CPI, deputado Sinésio Campos relembrou as ações da Amazonas Energia durante a pandemia com os cortes ilegais, infringindo Lei aprovada na Assembleia do Estado do Amazonas (Aleam), que proíbe a interrupção do fornecimento durante este período.

“Essa CPI é importante para reforçarmos que essas situações afetam a qualidade de vida da nossa população parintinense. Muitos são os serviços que são prestados no município, mas com relação à energia ainda há muito descaso, muitas irregularidades que precisam ser fiscalizadas e é emergente tomar medidas para que essa situação não tenha continuidade. A população já está cansada desse descaso permanente. Na oportunidade, ressalto que existem irregularidades por parte de outros órgãos”, afirmou a vereadora Brena Dianná (PSD).

PROCON FRÁGIL NO INTERIOR

Segundo levantamento da CPI de Energia, as fiscalizações em cima da Amazonas Energia não têm acontecido por causa da fragilidade do quadro de servidores do Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM).

Fico informado por funcionário do Procon, durante a sessão no plenário da Câmara Municipal, que a entidade não dispõe de corpo técnico instalado no município.

Existe apenas um representante, o que não permite a fiscalização e punições, contribuindo para ocorrência de desserviço, omissão e irregularidades.

“Quando a população busca o órgão para fazer uma denúncia, não existe retorno desse órgão que está ali para defender os interesses da população parintinense. Então, solicito também à CPI da Energia aqui no município, no sentido de exigir a continuidade desses serviços a fim de melhorar os serviços prestados pela Amazonas Energia, pelo Procon e também pela prefeitura municipal, a qual cabe atender a população com a iluminação pública de qualidade”, defendeu Dianná.

TEM QUE TER PUNIÇÃO

A vereadora Dianná salientou que a fiscalização deve resultar em punições como forma de combater a rotina de más serviços prestados.

“E melhor do que chamar os responsáveis, é puní-los, pois tenho certeza de que quando se é responsabilizado pela omissão e irregularidade, essa situação não terá mais continuidade. O rigor garantirá a melhoria e solução desse problema que já se estende por muitos anos. A gente tem o dever e o direito de solucionar e acabar com todas essas irregularidades que que vêm acontecendo no município”, salientou a vereadora Brena.

Na oportunidade, a parlamentar municipal entregou ofício ao presidente da CPI, deputado Sinésio Campos, solicitando que a comissão também fique alerta para os demais órgãos envolvidos a fim de manter acompanhamento e fiscalização efetiva dos serviços prestados à população parintinense.

 

….

Com Assessoria