Quarta, 01 Setembro 2021 00:52

MAIS UMA CPI, A AGORA DA ENERGIA

Avalie este item
(1 Votar)

Deputados assinam criação da CPI da Amazonas Energia, na Assembleia Legislativa

As constantes interrupções no serviço de energia, o valor da tarifa e a dubiedade da qualidade dos serviços e manutenção da rede elétrica, prestada pela empresa Amazonas Distribuidora de Energia S.A. no estado levaram os deputados a autorizarem a criação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), apresentada pelo deputado Sinésio Campos (PT), para apurar o destino dos recursos públicos recebidos e planejamento de serviços por parte da concessionária. A decisão, pela instalação da CPI, aconteceu durante os debates da Sessão Ordinária, desta terça-feira (31), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Em seu discurso, o presidente Roberto Cidade (PV) relatava as reclamações recebidas de moradores de municípios amazonenses, por ele visitados no último fim de semana, sobre a precariedade dos serviços de energia elétrica e convocou os parlamentares para que, juntos, averiguassem e questionassem as ações da concessionária sobre os serviços prestados.

Em aparte para apoiar as declarações de Cidade, Sinésio Campos relatou que as reclamações sobre os serviços da empresa já foram objeto de Audiências Públicas realizadas pela Casa; e que, no momento, o Parlamento precisa de “ações cirúrgicas e incisivas”, e apresentou proposta para criação da CPI da Amazonas Energia. O presidente Roberto Cidade logo se comprometeu a assinar o documento de criação.

Os deputados Fausto Jr. (PV), Serafim Corrêa (PSB), Dermilson Chagas (Podemos), Wilker Barrto (Podemos), João Luiz (Republicanos) e Therezinha Ruiz (PSDB), se manifestaram favoráveis ao projeto, e se juntaram aos dois parlamentares.

O deputado Serafim Corrêa, relembrou que a privatização da Amazonas Energia tinha como objetivo assegurar, além da melhoria dos serviços, mas também o tratamento e respeito com a população. “Mas aconteceu tudo ao contrário”, declarou, ao se disponibilizar a unir esforços com os demais parlamentares e representar o cidadão amazonense para questionar a prestadora de serviços.

O presidente Cidade afirmou que a instalação da Comissão Parlamentar acontecerá nesta quarta-feira, dia 1º., permitindo assim que demais deputados que desejem subscrever a proposta, tenham tempo hábil para tal. “Temos as oito assinaturas. Precisamos dar respostas à população, que sofre com a ineficiência da prestação de serviços desta empresa”, enfatizou.

 

 

...

Diretoria de Comunicação da Aleam