Terça, 13 Julho 2021 13:50

IMMU EM PARCERIA AMPLIANDO VIAS DE MANAUS

Avalie este item
(0 votos)

PARCERIA ENTRE INICIATIVA PRIVADA E IMMU IRÁ AMPLIAR A MALHA VIÁRIA NAS ZONAS OESTE E NORTE...Representantes da Ademi e da Mixcon reuniram com representante do órgão municipal para alinhar ações a fim de desafogar o trânsito na capital

O diretor da Câmara de Meio Ambiente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (Ademi-AM), José Henrique Lanna, os representantes da empresa Mixcon (incorporadora responsável pelo primeiro bairro planejado de Manaus, o Parque Mosaico), Pedro Henrique Ponciano e Israel Oliveira reuniram-se nesta segunda-feira (12) com o diretor-presidente do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Paulo Henrique Martins, para discutir projetos de novas vias e adequações das existentes .

O Parque Mosaico instalado na Zona Centro-Oeste de Manaus, posicionado entre os bairros Planalto, Lírio do Vale, Jardim de Versalles e Tarumã, sozinho será maior do que áreas tradicionais. A Zona Centro-Oeste inteira contabiliza mais de 175 mil moradores, conforme dados da Secretaria de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) de 2017. Quando o bairro planejado estiver finalizado deverá ter mais de 100 mil moradores e contará com milhares de trabalhadores, além de oferecer vias de acesso que irão facilitar a circulação de pedestres e motoristas.

Atualmente, 1.200 unidades habitacionais com alta qualidade urbanística foram entregues e mais de 2 mil pessoas residem no local. Até o final de 2022 serão 6 mil apartamentos instalados no Parque Mosaico. Dentro do bairro, a pista central arborizada com calçadas amplas e ciclovia estão atendendo os moradores do Parque e do entorno.

A ligação do bairro planejado com a Avenida do Turismo e com a Zona Norte, em ponto estratégico da Avenida Torquato Tapajós depende de um plano de reestruturação que contemple a instalação de um anel viário. “A prefeitura busca recursos da ordem de R$ 1 bilhão, que serão empregados na conexão dessas áreas devendo reduzir os congestionamentos”, destacou Paulo Henrique.

Apoio na liberação de licenças

Com a pandemia, as projeções iniciais de estagnação do mercado imobiliário não se concretizaram, pelo contrário. Os juros baixos estimularam a elevação do consumo e venda dos estoques de unidades habitacionais.

Para abastecer o mercado, diversas empresas lançaram produtos diferenciados, mas esbarram na demora da liberação das licenças para dar início as obras. “O mercado da construção civil é um dos grandes geradores de emprego e renda por exigirem um elevado quantitativo de profissionais. Estamos aqui nos colocando à disposição tanto da IMMU quanto da prefeitura para contribuir com o que for preciso para viabilizar as autorizações”, colocou-se à disposição José Henrique, diretor da Ademi-AM.

O diretor-presidente do IMMU enfatizou que o órgão irá investir na simplificação das regras, tornando mais claras as exigências para a liberação do estudo do tráfego. Além disso, pretende promover cursos de qualificação para os profissionais que atuam na área.

Durante o encontro, Pedro Henrique Ponciano, representante da Mixcon, reiterou uma demanda da Associação do Parque Mosaico. “Centenas de moradores assinaram um abaixo-assinado solicitando uma extensão de linhas de ônibus de forma que os coletivos circulem dentro do bairro. Se houver interesse, o projeto do Parque Mosaico reservou uma área para a construção de um terminal”, explicou Pedro Ponciano.

Na próxima semana, o diretor-presidente do IMMU visitará o bairro Parque Mosaico para conhecer a estrutura de perto e avaliar as possibilidades de trabalho conjunto entre o poder público e iniciativa privada em prol de Manaus.