Sábado, 19 Junho 2021 10:36

MAIS UMA VEZ PRESIDENCIÁVEL

Avalie este item
(0 votos)

PRÉVIAS PRESIDENCIAIS...‘Sou candidato para defender a Amazônia’, diz Arthur Virgílio Neto sobre disputa de prévias presidenciais

“Chego a essa disputa com 32 anos de serviços prestados ao PSDB e com a bandeira da defesa da Amazônia. Já está mais do que na hora do país enxergar a Amazônia da forma que deve ser vista”, afirmou o presidente do diretório regional do PSDB no Amazonas e candidato às prévias presidenciais, que serão realizadas em novembro deste ano.

“Eu tenho a honra de ser um dos quatro nomes a disputar essas prévias e todos os candidatos têm bagagem para essa disputa”, continuou o ex prefeito, e ex senador amazonense. “O PSDB tem quadros, sempre foi um partido de quadros fortes”, completou em entrevista a uma rádio local, realizada na noite da quinta-feira (17.6).

Arthur Virgílio destacou que vem lutando para a realização das prévias desde 2018, porque esse é o caminho para ressignificação do PSDB, partindo da democracia interna para consolidar o Partido da Social Democracia como alternativa real de poder, diante das opções extremas que hoje existem.

FISCAL DE GOVERNO

“O PSDB governou por oito anos e, quando não ganhou as eleições, foi o segundo, sendo escolhido pelo país para ser o fiscal do governo eleito. Muita gente não entende isso, mas é um lugar de honra, de respeito”, afirmou Arthur que está convencido de que o PSDB, independentemente do resultado das prévias, sairá coeso para o pleito de 2022.

“Eu tenho essa obrigação de apresentar a Amazônia como uma das regiões mais importantes do país e do planeta e que precisa ser tratada com esses olhos estratégicos, olhos ambiciosos no bom sentido, com sustentabilidade, sabendo que o futuro do Brasil passa pelo futuro da Amazônia e que esse futuro passa pela manutenção da floresta em pé e pela exploração do banco genético, da biodiversidade, das águas potáveis que estão nas nossas mãos e vão virar commodities, com certeza”, defendeu Virgílio.

“É fundamental que atentemos para o interesse do mundo e o dever do Governo Federal para conosco”, reafirmou.

PENSAR GRANDE COMO AMAZÔNIA

O pré-candidato às prévias do PSDB alertou, ainda, que o seu posicionamento não parte de uma postura provinciana. “Eu penso grande. A Amazônia é grande. Ela é uma grande parte do futuro da humanidade e ela é a maior parte do futuro do Brasil”, disse Arthur Virgílio Neto que, além da Amazônia, da defesa da floresta em pé e do trabalho engenhoso e salutar entre a ciência e o conhecimento tradicional dos povos da floresta, irá apresentar um macroprograma de governo durante a disputa das prévias presidenciais, que contemplam propostas para a política internacional e ambiental, política econômica e social.

“Eu mudaria a política internacional em relação à Amazônia em 180 graus. O Brasil é hoje um país completamente desprestigiado, o que pode se tornar uma ameaça real. Vou apresentar um projeto de governo que vai contemplar bastante essa análise. Temos um ministro do meio ambiente que é o avesso do bom senso, que é o avesso da boa-fé, eu diria que ele é um inimigo da Amazônia, dos índios e do uso sustentável das nossas riquezas”, denunciou Arthur Neto. 

 

Na análise do pré-candidato, as regras definidas para a eleição interna do PSDB dão mais oportunidades a todos os candidatos e o momento abre a possibilidade de todos debaterem suas propostas, apresentar suas ideias aos filiados e ao eleitorado em geral. “Estou bastante tranquilo em relação a disputa e estou honrado com essa possibilidade. Se vencer, seria o primeiro presidente do Norte do país. Mas não é um jogo de vaidades, é uma possibilidade de chegar ao governo com um projeto”, afirmou. “Nós temos um acervo de realizações que os outros partidos não têm, como o Plano Real, a fundamentação econômica do Brasil até hoje e uma postura diplomática que sempre foi respeitada”, finalizou Arthur Virgílio.