Terça, 08 Junho 2021 06:26

SAÍDA DE MARCELLUS

Avalie este item
(1 Votar)

WILSON LIMA VAI AO SENADO NESTA SEMANA, E NA CPI DA PANDAMIA, OU A CPI DO CIRCO DE OMAR E RENAN, o governador amazonense deve ter um tratamento especial, mas, independente da pressão não que sofra da Mesa de comando desta CPI, uma vez que Lima tem como seu aliado o presidente desta falida comissão investigadora, o que se espera é que reais fatos sejam apresentados, novos fatos sejam revelados sobre a saúde do Estado, que agora não tem mais Marcellus Campêlo como secretário, já que numa decisão inteligente, ele sai de cena para poder focar em sua defesa.

Marcellus decidiu nesta segunda, 7, pedir exoneração, sem chances de o governador lhe negar tal pedido. O engenheiro Civil, que acumulava cargos no Governo Wilson, a pedido do governador, já que Campêlo é um dos seus homens de confiança, permenece na administração estadual, já que o ex secretário de Saúde volta a comandar a Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), responsável pelo Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim).

Marcellus esteve como comandante da Saúde do Estado desde junho do ano passado. 

“Minha permanência poderia parecer que tenho algo a esconder ou que fiquei para manipular as informações, por isso entreguei o cargo”, afirmou Marcellus, mostrando que está tranquilo, um profissional sereno, tem dito aos amigos e familiares que esta quarta fase da Operação Sangria, da Polícia Federal, onde lhe sofre investigação, tais denúncias, que até olevaram a ser preso, 'não têm sustentação'.