Sábado, 05 Junho 2021 10:42

FOMENTANDO O TRABALHO DE ARTISTAS CABÔCOS

Avalie este item
(1 Votar)

Com o objetivo de contribuir com a classe artística, o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Roberto Cidade (PV), apresentou um Projeto de Resolução Legislativa (PRL) propondo a utilização das mídias sociais do Parlamento para divulgação e exposição de obras e trabalhos de artistas residentes no Estado.

O parlamentar avalia que todas as medidas sanitárias tomadas para conter a propagação do novo coronavírus atingiram os mais diversos segmentos econômicos, e um dos mais prejudicados, sem dúvida, foi o setor cultural. “Evitar aglomerações está entre as principais orientações dos órgãos de saúde”, destacou Cidade, lembrando que isso impede a realização de eventos artísticos, pois essas atividades são realizadas principalmente em eventos, exposições, teatros e festas, e que não podem ser realizadas na pandemia.

Para dar espaço à classe artística, o presidente pretende disponibilizar a estrutura e espaço na rádio e TV Aleam, assim como no site e redes sociais da Casa para a divulgação das várias vertentes e manifestações artísticas, visando fomentar o trabalho desses trabalhadores com o devido incentivo, reconhecimento, relevância e publicidade.



Artistas

Essa possibilidade de visibilidade é reforçada pela bailarina Anaclei Folhadela Vaz, que foi membro do Balé Folclórico do Amazonas (BFA), integrante dos Corpos Artísticos do Estado, e atualmente atua como docente de Artes. “O trabalho do artista tem que ser divulgado, pois as pessoas contratam o profissional que vêem o trabalho”, disse a especialista em dança , que é formada pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Folhadela é preceptora de dez alunos do curso de dança da UEA integrantes do programa de residência pedagógica da universidade. Ela explica sobre as dificuldades enfrentadas por eles.“Em um momento de crise econômica. A primeira coisa que é cortada pelas escolas, pelos pais, são as escolinhas de balé, de teatro” lamentou. Por isso, a profissional apoia a iniciativa, avaliando que toda ajuda é sempre bem-vinda.


Outro artista que avalia positivamente a proposta é o cantor e compositor Chico da Silva. Famoso por composições de samba e de toadas para os bois bumbás de Parintins, Chico da Silva disse que a ideia é muito boa. “Isso porque pode estimular, de maneira geral, o consumo da produção dos artistas locais pela população, disse.


Para Roberta Vieira, artista plástica e professora de Artes Plásticas da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), a proposta como uma forma não apenas de divulgar a produção dos trabalhadores da cultura, mas também uma maneira de ensinar a população sobre as diversas formas de manifestações culturais.

Seleção

A seleção dos profissionais ficará a cargo da Escola do Legislativo Senador José Lindoso, por meio da sua Coordenadoria de Cultura. A diretora da Escola, Geanne de Oliveira Valente, informou que os técnicos já estão atuando na formulação do edital de seleção, estabelecendo os requisitos e critérios para a triagem dos interessados. Ela explicou que a equipe pretende se antecipar, e preparar todo o edital para que tão logo a matéria cumpra o rito de avaliações nas Comissões Técnicas da Aleam e seja aprovada em plenário, o edital possa ser divulgado.

“Essa é uma oportunidade de estimular a produção cultural, permitindo que os profissionais possam ter a chance de conseguir, de alguma forma, a partir da visibilidade que terão, oportunidades de renda para que possam manter a si e suas famílias”, celebrou Geanne. Ela também destacou o comprometimento de todos com o projeto e entusiasmo com a possibilidade de contribuir para o desenvolvimento e fomento do setor artístico.

 

 

....

Texto e fotos: Diretoria de Comunicação da Aleam