Quarta, 05 Maio 2021 08:33

PREFEITURA QUER MAIS RECURSOS PARA MANAUS

Avalie este item
(0 votos)

David Almeida assegura recursos para Manaus junto ao Ministério da Saúde

NUM ENCONTRO SATISFATÓRIO PARA MANAUS, David Almeida se reuniu, nesta terça, 4, com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em Brasília (DF), do Governo Bolsonaro o prefeito foi atrás de mais apoio técnico e financeiro.

Ao ministro foi apresentado as ações da Prefeitura de Manaus num diagnóstico completo sobre a rede assistencial instalada na cidade.

O valor total estimado para atender as prioridades da capital amazonense, entre 2021 e 2024 é da ordem de R$ 344,2 milhões. E é isto que o prefeito foi atrás.

AMPLIAR

De acordo com a secretária interina da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Aline Rosa Martins Freire Costa, há Unidades Básicas de Saúde (UBSs), com problemas de infraestrutura e necessidade de ampliar serviços sobrecarregados no pós-Covid, para oferecer atendimentos em tempo oportuno e com qualidade para a população. 

Entre as necessidades de Manaus estão principalmente ações da Atenção Básica, como reforma de Estabelecimentos Assistenciais de Saúde (EASs), construção de UBSs, farmácias distritais, construção e aquisição de equipamentos do Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) de Manaus.

“Manaus precisa e vai dar a volta por cima. Foram muitos anos de descaso com a população”, declara o prefeito David Almeida.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, garantiu apoio à rede de Atenção Básica de Manaus e reforçou a necessidade de aumentar a quantidade de leitos em todo o Estado, diminuindo assim o número de pacientes que se deslocam à capital, buscando atendimento médico.

“Manaus pode contar com o apoio do Ministério da Saúde para fortalecer a Atenção Básica em Saúde, como sempre contou durante toda a pandemia. Nossa equipe técnica está preparada para dar toda assistência ao município”, afirmou.

Segundo o ministro, este é um trabalho que vem sendo discutido há aproximadamente três meses pela Prefeitura de Manaus, em conjunto com o corpo técnico do Ministério da Saúde. “O inimigo do Brasil é um só: o vírus”, pontuou.

 

 

 

— — —

Texto – Divulgação / Semcom

Fotos – Carolina Antunes