Segunda, 29 Março 2021 10:21

Reunião para fomentar artesãos e outros

Avalie este item
(1 Votar)

Uma reunião híbrida com artesãos e órgãos que atuam no setor no Estado do Amazonas aconteceu na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), semana passada, onde a Frente Parlamentar de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais (Frempeei) discutiu o atual quadro do mercado, já quem em meio a esta insistente pandemia impõe restrições que têm aumentado as mazelas sociais, econômicas em especial.

Reunião comandada pelo deputado Adjuto Afonso (PDT), que preside a Frempeei, atendeu a uma solicitação de um grupo de profissionais que atuam no segmento.

Participaram da reunião virtual a diretora de Assistência Social da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Jandira Moura; a superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Lamisse Said; o diretor-presidente da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), Marcos Vinícius, e equipe; a gerente de Assistência Social da Aleam, Socorro Oliveira; e profissionais que compõem um grupo de artesanato da Casa Legislativa e outras localidades.

“Estamos aqui para ouvir e encaminhar soluções. Eles precisam de recursos e financiamento para que o trabalho seja ampliado, além de cursos especializados. Muitas pessoas perderam o emprego com a pandemia e precisamos gerar oportunidades. O artesanato é pouco explorado aqui e muito rico, precisa de espaço”, disse o deputado Adjuto Afonso.

PROPOSTAS

O grupo formado por 60 profissionais de artesanato da Casa Legislativa e de outras localidades, ouviu as propostas do Sebrae e da Afeam, que se colocaram à disposição para auxiliar no que for necessário. Dentre as propostas, surgiu a ideia da confecção de um catálogo para divulgar os produtos.

“O artesanato local tem um diferencial, cada produto é feito com amor, isso é o valor agregado. Já temos aqui o Projeto Amazonas Original, em que podemos trabalhar esse grupo. O catálogo é uma realidade, mas não dá acesso ao mercado, precisa de mais. O artesão é um microempreendedor individual”, disse Lamisse Said, superintendente do Sebrae.

LINHA E CRÉDITO

A Afeam, agência do estado que dispõe de linha de crédito para o setor, também abraçou o projeto e se colocou à disposição para fomentar a ação. “A Afeam tem meta de fazer 12 mil operações de crédito. Estamos aqui para apoiar, como agente de desenvolvimento nós estamos à disposição”, disse Marcos Vinícius, diretor-presidente do órgão.

Além da confecção de um catálogo com link em portais estratégicos para divulgação de produtos, foi proposto, ainda, a criação da Central de Artesanato Estadual. O grupo deverá se reunir na próxima semana para avaliar as decisões que já estão em andamento.

 

...

Secom Aleam