Segunda, 28 Dezembro 2020 09:08

GOVERNO ANTECIPA FASE DE CONTINGÊNCIA

Avalie este item
(0 votos)
Foto: Divulgação SES-AM
Foto: Divulgação SES-AM

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) antecipou mais uma fase do Plano de Contingência Estadual para o Recrudescimento da Covid-19. Neste domingo (27/12), após o registro de 95 novas hospitalizações em um único dia, a secretaria deu segmento à quarta fase do plano de abertura de leitos Covid e começou o movimento para a mudança de perfil do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, na zona centro-sul de Manaus.

Conforme o Boletim Diário de Covid-19 da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), esse é o maior número de internações em um único dia, desde o dia 15 de maio, quando foram registradas 82 hospitalizações. Dessas internações  88 são na capital e apenas 7 no interior, o que obriga a SES-AM a acelerar a mudança de perfil das unidades da rede estadual na capital.

Com a mudança de perfil, o HPS 28 de Agosto, que estava com 12 leitos de UTI Covid-19, passa a contar com 40 leitos. Conforme o plano, os 12 leitos de UTI do 5º andar, que eram para a Covid-19, se transformam agora em leito de UTI geral e os 40 leitos de UTI geral do 1º andar serão todos Covid-19.

Ainda na noite de domingo, a SES-AM mobilizou hospitais gerais, como o Adriano Jorge e o Getúlio Vargas, além de outras unidades definidas no plano como unidades de retaguarda, para receberem 27 pacientes não Covid-19 internados na UTI do 1º andar do HPS 28 de Agosto e, assim, destinar o espaço para receber pacientes com a Covid-19.  O hospital também vai reservar um outro andar exclusivo para leitos clínicos Covid-19.

O mesmo movimento foi feito entre quarta-feira da semana passada e este domingo para transformar o HPS Platão Araújo, na zona leste, em unidade referência para a Covid-19. Nesse intervalo, 119 leitos da unidade – 89 clínicos e 30 de terapia intensiva – foram transformados em leitos exclusivos para a Covid-19. Uma nova enfermaria com 31 leitos está sendo preparada para essa finalidade na unidade.

 “Estamos encerrando a implantação da terceira fase e antecipando a execução da fase quatro do Plano de Contingência”, disse o secretário a ressaltar que SES-AM também abriu credenciamento para habilitar leitos em hospitais da iniciativa privada.

Assim como aconteceu com o Hospital Beneficente Português, há a possibilidade de habilitação de leitos do Hospital da Universidade Nilton Lins, não mais como unidade gerenciada pelo Estado e sim atuando como unidade da rede particular. Nesse caso, a SES-AM credencia os leitos para serem habilitados na Tabela SUS do Ministério da Saúde. 

O secretário destacou que a ajuda da população, neste momento, é fundamental.

 

“Nós vamos fazer suma reorganização. A rede tem capacidade instalada para absorver a demanda atual de casos de Covid-19,  desde que a população colabore, mantendo distanciamento social e todos os cuidados para não transmitir o vírus. Nós temos opções de leitos, mas precisamos organizar a rede para transformar hospitais especializados em outros atendimento para atendimento Covid-19”, disse o secretário.

 

O secretário ressaltou que a rede trabalhou para esse momento, realizando ainda em novembro mais de 250 cirurgias no período noturno. A medida ajudou a esvaziar os prontos-socorros João Lucio machados, 28 de Agosto e Platão Araújo.

 

Plano de Contingência – Com a colocação em prática do plano de contingenciamento para o reordenamento e ampliação de leitos para pacientes com Covid-19, iniciado no final do mês de outubro, a rede estadual saiu de 457 leitos exclusivos para pacientes Covid  para atuais 806, dos quais 206 de UTI.

Publish the Menu module to "offcanvas" position. Here you can publish other modules as well.
Learn More.