Sexta, 10 Setembro 2021 07:15

Afiado jogo de ceder e cobrar

Avalie este item
(2 votos)

POR MARLEN LIMA

A VERDADE É UMA, O POVO DISSE O QUE QUER, NÃO PRETENDE ABRIR MÃO MAIS DO SEU DIREITO de ser respeitado, e neste dia 7 de setembro uma população de milhões de brasileiros foram às ruas, e deixaram claro que apoiam o Presidente da República Jair Messias Bolsonaro, querem a destituição dos ministros do STF - Supremo Tribunal Federal - e querem o voto auditável impresso.

Para tanto, povo que foi para as ruas de Norte a Sul do País em verde amarelo, famílias inteiras, pais, filhos, idosos mostrou ao presidente que ele tem o aval desta população para parar os togados larápios, ministros indecentes, que afrontam à Constituição, impondo medo ao povo, que não pode nem mais se expressar numa mesa de bar sem que seja intimado, inquirido por uma lei de um careca reinante.

Bolsonaro subiu o tom, falou o que se esperava dele, o povo rugiu em aplausos e gritos de que passou da hora desses desrespeitos à Constituição, e seu povo, e, claro, dia 7 se esperou que para o dia 8 o Brasil mudaria!

Não, não mudou como os derrotistas querem!

Isto porque a política tem uma velocidade e tem um mecanismo próprio, que não é para amadores.

E é isto que Bolsonaro não é! Amador...

O presidente não tem sido amador quando impõe seus mais de 25 anos de parlamento, e com aguçado olhar teve que reter sentimentos, profundos, pessoais e do próprio povo, quando sabe que este memso povo e que poderá sofrer muito mais caso tomasse decisões de ruptura total contra juízes, ministros e partidos, políticos, que trabalham pelo ‘pior melhor’, estes que querem a destruição da família brasileira.

ELEITO PRA QUEBRAR E TEM QUEBRADO O SISTEMA...

Bolsonaro foi eleito para justamente salvar nossa nação deste esquerdismo doentio, perverso, e para tanto, o momento é de saber mexer este intrincado tabuleiro político, que vale vidas, vale a própria economia do país, e acima de tudo, deve-se trabalhar pela contínua proteção da família.

Ao assumir uma postura de recuo,e equilíbrio, Bolsonaro o faz pelo bem do País.

Bolsonaro mostra, assim, estratégia em saber como lidar com esta politicagem que a fundo ele tão bem conhece, e agora, ao dar a mão, ao mostrar sensatez, e dosagem de 'mea culpa' pode cobrar, do outro lado da corda para que judiciário e parlamento também recuem, reconheçam seus erros, suas falhas, seus excessos...E assim, possamos redefinir rumos, mas, não mais a ruptura social, que beiramos.

ELES QUEREM O PIOR...

A esquerda trabalha por isto, sabemos disto...Nós, patriotas e brasileiros cristão não!

Elegemos um homem assim, e ele sabiamente deu este passo, que para muitos pode ser visto como derrota, mas, não é mais do que só muita cautela, e esperem, Brasil! Porque muito ainda virá, e virá de forma contundente como assim foi antes, e em nenhum momento tênue do passado o Presidente errou! 

O povo com seu smartphone nas mãos acompanha, e entende que o jogo continua, e tem que ser dentro das quatro linhas constitucionais, e isto não será ultrapassado por Bolsonaro, o que nos garantirá chegar em 2022, e reeleger este homem para continuar sua árdua missão em nos proteger, manter a quebra deste pérfido sistema corrupto, que assola todas as esferas.

E o povo já entendeu que este tipo de luta não será fácil, não está sendo, e precisa se manter ao lado do Presidente Bolsonaro.

Povo brasileiro, vivemos tempos difíceis e pior ficaria sem Bolsonaro na Presidência.

O presidente merece, sim, nossa confiança, pois o capitão não tem errado! Não tem errado em agir como tem agido neste jogo afiado da política de ter que ceder, e ceder por nós!

Vivemos um jogo político de xadrez, em que ele, o capitão, sabe jogar, como tem mostrado e ao longo destes quase três anos de mandato tem comido peças dos impuros.

Daqui da Colina acompanharemos, nos mantemos fiéis ao que todo cidadão de bem quer, respeito, liberdade e família cristã!

 

AbbaPai!!

 

P.S

Povo, entendam que a pressão sempre foi e deve ser em cima dos congressistas...Ou seja, cobre do seus senadores, dos seus deputados federais, estaduais para que se trabalhe em respeito á Constituição!!!

Zé Trovão, caminhoneiro líder deste movimento que milhões de pessoas foram às ruas, lá do México, disse que agora a pressão tem que ser em cima do Senado!!!