Quarta, 08 Abril 2020 12:28

APRENDENDO EM CASA JÁ ONLINE

Avalie este item
(0 votos)

Por Naira Sousa

Com 10 mil seguidores, a página do Instagram @aprendendoemcasabv disponibilizou nesta segunda-feira, 6, as primeiras atividades para os alunos das escolas municipais. Os pequenos não perderam tempo e correram para fazer as tarefas com a ajuda dos pais.

Conforme foi planejado, são tarefas específicas para cada etapa e modalidade de ensino, que são elas: Educação Infantil: Creche e Pré Escola, Ensino Fundamental: 1º ao 5º ano (escolas urbanas, indígenas) e Educação Especial. Além dessas, serão disponibilizadas atividades de Arte e Educação Física.

As tarefas são elaboradas pela equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação e também estão disponíveis no site da Prefeitura de Boa Vista:  https://www.boavista.rr.gov.br/.

No projeto virtual, o papel das famílias é direcionar os alunos para que realizem as atividades propostas. Nesta segunda-feira, as crianças da Educação Especial precisam desenvolver a coordenação motora fina e relembrar o alfabeto manual e relacionar como imagem dentro do controle de cada um.

O segundo post é direcionando aos estudantes do Ensino Fundamental (1º e 2º ano). A atividade sugerida é a leitura do texto “coronavírus”, que fala sobre os principais cuidados que os pequenos devem ter em casa, como forma de prevenção. A atividade pede ainda que os pais expliquem para os filhos os motivos e a importância do recolhimento. E para finalizar, a tarefa sugere que a criança faça um desenho sobre o assunto.

Os pequenos do Ensino Fundamental (3º, 4º e 5º ano) têm uma missão importante. Após ler a ilustração do post sobre o coronavírus, eles devem finalizar a atividade com um desenho, o qual será enviado para outras pessoas da comunidade, informando a importância de todos ficarem em casa neste período de recolhimento. 

E a criançada da Educação Infantil (2 a 5 anos) também está com uma tarefa importante neste início de semana. A primeira atividade é “separando as peças de roupas”. Com a ajuda dos pais elas precisam separar as roupas por cores e no final aprendem como devem ser colocadas de volta no guarda roupa.

Vários pais de alunos enviaram fotos e vídeos dos filhos fazendo as tarefas sugeridas na página do @aprendendoemcasabvAs irmãs Carol e Carla, alunas do 5º ano da Escola Municipal Centenário, visitaram a página e logo finalizaram a tarefa. A mãe delas, Kate Melo, aprovou a ideia.

“Gostamos muito, pois assim, elas não perdem a rotina de estudar neste período complicado para todos. A forma como [o conteúdo] foi elaborado ficou excelente, pois elas sabem que estão aprendendo em coletivo e que os professores estão acompanhando”, ressaltou Kate. 

Como referência dentro do ambiente escolar, o professor é quem interage tanto na página quanto nos grupos de whatsapp criados por eles, os contatos podem ser enviados no direct do Instagram @aprendendoemcasabvOs gestores vão gerenciar e acompanhar os professores neste processo de articulação com as famílias.

“São ferramentas de aprendizado e interação. Todas as atividades estão relacionadas ao dia a dia das crianças. Pensamos também nos pais, com planejamento acessível, e o mais importante, mostrar para eles que são tarefas simples, porém com conceito pedagógico”, explicou a secretário municipal de Educação Arthur Henrique Machado.

Projeto

A iniciativa veio em um momento em que todo o Brasil está se mobilizando no combate ao novo coronavírus (Covid-19). Para reforçar o isolamento social e evitar a propagação do vírus, as férias do meio do ano das escolas municipais foram antecipadas para abril, até o dia 14.

O intuito do projeto é orientar as famílias, neste período, a direcionarem atividades pedagógicas para seus filhos no ambiente domiciliar, contribuir para que as crianças continuem ampliando seus aprendizados no aconchego de casa, e também fortalecer os laços afetivos nas famílias.

É importante ressaltar que as atividades virtuais são extracurriculares e não substituirão a proposta curricular presencial. São atividades simples, que fazem as crianças manterem o cérebro ativado, aprendendo e se desenvolvendo tanto social quanto intelectualmente.